Bio | 10 fatos sobre a carreira de Frances McDormand

Desde que começou seus trabalhos no mundo artístico, em 1985, Frances McDormand se destacou pelas excelentes performances como atriz e por escolher personagens fortes e difíceis de serem interpretados. Desde que conquistou o seu primeiro Oscar em 1997 por Fargo (1996), ela se tornou uma das poucas de sua geração a conquistar a tríplice Tríplice Coroa da Atuação, para aqueles que também venceram o Emmy e o Tony Awards.

Após a cerimônia do Oscar 2021, ocorrida no último dia 25 de abril, a norte-americana empatou com Meryl Streep como atriz viva com mais estatuetas de atuação da academia. Ambas possuem três.

Confira abaixo 10 fatos sobre a carreira de Frances McDormand:

Broadway

A estreia da atriz nos palcos aconteceu em 1984, ao ser escalada para a peça Awake and Sing!. Porém, seu primeiro prêmio Tony Awards veio em 2011, pelo trabalho na obra Good People.

Família

Poucos sabem, mas Frances foi adotada pelo casal Noreen e Vernon McDonald quando tinha apenas um ano de idade. Seu nome de batismo era Cynthia Ann Smith e ela ainda teve mais nove irmãos adotivos.

Cinema

Embora ela já tivesse experiência nos palcos, a estreia da atriz nos cinemas aconteceu em 1985, no longa Gosto de Sangue, dirigido pelos irmãos Coen.

Leia a nossa crítica de Três Anúncios Para um Crime

Casamento

A atriz é casada, desde 1994, com Joel Coen, um dos irmãos Coen. Ao todo, Frances já estrelou diversos filmes dirigidos pelos irmãos, entre eles Gosto de Sangue (1984), Arizona Nunca Mais (1987), Fargo (1996), O Homem Que Não Estava Lá (2001), Queime Depois de Ler (2008) e Ave, César! (2016).

Prêmios

Ao longo de sua carreira, a artista coleciona inúmeros prêmios importantes. Entre eles, três Oscars – Fargo, Três Anúncios Para um Crime e Nomadland –, dois Emmys, um Tony, três Globos de Ouro, dois BAFTAs, dois SAG Awards, seis Critics’ Choice Awards e uma vitória no aclamado Festival de Veneza.

Frances McDormand em Fargo (1996): a atriz vencer o seu primeiro Oscar de Melhor Atriz em 1997

Nomadland

O mais recente trabalho da atriz é protagonizando o longa Nomadland (2020), dirigido pela também ganhadora do Oscar Chloé Zhao. O filme, indicado a seis categorias no Oscar de 2021 e vencedor de três estatuetas, narra a história de Fern, uma mulher na casa dos 60 anos que perde tudo na Grande Recessão e decide embarcar em uma viagem pelo Oeste americano, vivendo como uma nômade moderna.

Leia a nossa crítica de Nomadland

Chance dupla

Além de ganhar o Oscar de melhor atriz pelo seu trabalho em Nomadland (2020), Frances McDormand também levou mais uma estatueta por causa da categoria principal. O motivo ? A atriz também é uma das produtoras.

Frances McDormand em Nomadland (2020)

Formação

Frances estudou na Escola de Teatro da Universidade de Yale, onde obteve o grau de Mestre em Belas-Artes. Nessa época, ela foi colega de quarto de Holly Hunter, outra grande atriz norte-americana vencedora do Oscar por O Piano (1993).

Filho

Frances e Joel decidiram adotar, em 1999, seu primeiro e único filho. Pedro McDormand Coen nasceu no Paraguai em 1994 e atualmente vive em Nova York com os pais adotivos.

Legado

Embora Frances McDormand não seja fã da fama e uma celebridade pouco midiática, motivo pelo qual não a vemos participar de muitos programas e entrevistas, a atiz possui um excelente legado na história da arte. Entre prêmios e atuações marcantes, seus trabalhos mais aclamados no cinema são Mississippi em chamas (1988), Quase Famosos (2000), Três Anúncios Para um Crime (2018), e, na televisão, Olive Kitteridge (2014).

Frances McDormand em “Três Anúncios Para um Crime” (2018)

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Iron Ferreira

Carioca e Jornalista graduado. Admirador da comunicação e de suas linguagens. Acredita no cinema como ferramenta capaz de transmitir sentimentos, quebrar preconceitos e mudar o mundo.