Disney anuncia diversos projetos para os seus serviços de streaming

Disney anuncia projetos voltados para o Disney+ e outros serviços de streaming

Na quinta-feira (10), foi realizado o evento Investor Day, no qual a The Walt Disney Company anunciou os seus ambiciosos projetos para os próximos anos no mercado de streaming. A finalidade era atrair investidores para colocar em prática todos os seus planos. Participaram do evento Bob Chapek, CEO da The Walt Disney Company; Bob Iger, Presidente Executivo e Presidente do Conselho; Christine McCarthy, Vice-presidente Executiva sênior e Diretora Financeira; e Lowell Singer, Vice-Presidente sênior de Relações com Investidores.

Inicialmente, a Companhia divulgou dados relacionados aos seus serviços direto ao consumidor. A Disney já ultrapassou a marca de 137 milhões de assinaturas pagas neste quesito. Vale lembrar que esse valor inclui o Disney+ (86,8 milhões de assinaturas), Hulu (38,8 milhões) e ESPN+ (11,5 milhões). Para se ter uma ideia, no mês passado foi anunciado que o Disney+ tinha alcançado a marca de 73.7 milhões de assinantes, com a meta de chegar ao número de 90 milhões até 2024. Dessa forma, o grupo decidiu aumentar a meta de assinaturas em suas plataformas de streaming para 300-350 milhões até o ano de 2024.

A partir disso, a The Walt Disney Company também anunciou a sua nova marca para o mercado internacional de streaming, o Star. Ela será incluída como parte do Disney+ em mercados internacionais selecionados. No caso do Brasil e da América Latina, será lançado como um serviço a parte, intitulado Star+, com previsão para estrear em 2021. A ideia é usar essa nova plataforma para atuar do mesmo modo que o Hulu nos EUA, armazenando um conteúdo que não se aproxima tanto do Disney+. Em seu catálogo, estarão presentes conteúdos televisivos e cinematográficos da Disney Television Studios, FX, 20th Century Studios, 20th Television etc.

Porém, o mesmo não ocorrerá na Europa, por exemplo. O Star, que será lançado lá no dia 23 de fevereiro de 2021, vai integrar o serviço Disney+. Ou seja, o catálogo de conteúdo será praticamente duplicado. Além disso, os conteúdos terão as sinalizações de classificação indicativa e a plataforma terá as opções de controle parental e de adição de um PIN para bloquear perfis com conteúdos não destinados ao público infantil.

Ao longo do evento, também foram anunciados diversos projetos de entretenimento para o streaming, que deixaram os fãs bastante empolgados. Claramente, os organizadores deram uma ênfase aos conteúdos do Marvel Studios e da Lucasfilm. Mas não ficaram de fora as produções do Disney Television Studios; do National Geographic; HuluStar e FX; Walt Disney Animation Studios; Pixar Animation Studios; e ESPN.

Confira alguns dos projetos anunciados abaixo:

Disney Television Studios

  • The Mighty Ducks Game Changers (em produção para 2021)
  • Big Shot (em produção para 2021)
  • The Mysterious Benedict Society (em produção para 2021)
  • Turner & Hooch (em produção para 2021)
  • A Bela e A Fera (título provisório; em desenvolvimento)
  • Swiss Family Robinson (em desenvolvimento)
  • Percy Jackson and The Olympians (em desenvolvimento)

National Geographic

  • Cousteau (documentário)
  • Genius: Martin Luther King Jr. (série antológica)
  • Secrets of The Whales
  • A Real Bug´s Life
  • America The Beautiful
  • Limitless With Chris Hemsworth
  • Welcome To Earth (título provisório)

Hulu e FX

  • Atlanta (Terceira e Quarta temporadas)
  • American Horror Story (10ª temporada)
  • Dave (2ª temporada)
  • What We Do In The Shadows (3ª temporada)
  • Mayans M.C. (3ª temporada)
  • Better Things (5ª temporada)
  • Snowfall
  • Archer
  • It’s Always Sunny In Philadelphia (mais 4 temporadas)
  • The Old Man (série de drama)
  • American Horror Stories (baseado em American Horror Story)
  • Platform (série antológica, criada por B.J. Novak, de The Office)
  • Y: The Last Man (série de drama)
  • Reservation Dogs (série de comédia em desenvolvimento)
  • Alien (série, criada por Noah Hawley, baseada no filme de ficção científica)
  • Shōgun (em desenvolvimento)

Hulu e Star (ou Star+ no caso do Brasil)

  • Only Murders In The Building (série de 10 episódios em desenvolvimento)
  • The Dropout (série de 8 episódios em desenvolvimento)
  • Dopesick (série de 8 episódios em desenvolvimento)

Walt Disney Animation Studios

  • Raya and the Last Dragon (filme, que será lançado nos cinemas e no Disney+ em 5 de março de 2021 nos EUA)
  • Encanto (filme, que será lançado nos cinemas em 24 de novembro de 2021 nos EUA)
  • Baymax (filme, que será lançado diretamente no Disney+ no começo de 2022)
  • Zootopia+ (série, que estreia no Disney+ na primavera de 2022)
  • Iwájú (série original, que estreia no Disney+ em 2022)
  • Tiana (série prevista para estrear no Disney+ em 2023)
  • Moana, The Series (série prevista para estrear no Disney+ em 2023)

Pixar Animation Studios

  • Inside Pixar (série de documentário)
  • Soul (estreia no dia 25 de dezembro de 2020 diretamente no Disney+)
  • Burrow (coleção de curtas da Pixar, que estreia no dia 25 de dezembro de 2020 no Disney+)
  • Pixar Popcorn (coleção de curtas de personagens da Pixar, que estreia em janeiro de 2021 no Disney+)
  • Luca (filme, que estreia em 18 de junho de 2021 nos EUA)
  • Dug Days (coleção de curtas, baseado no filme Up: Altas Aventuras; estreia no outono de 2021)
  • Turning Red (estreia nos cinemas em 11 de março de 2022 nos EUA)
  • Lightyear (filme sobre o personagem Buzz Lightyear, que estreia em 17 de junho de 2022)
  • Cars (série, baseada no filme Carros; estreia no outono de 2022)
  • Win or Lose (primeira série em longo-formato da Pixar, que estreia em 2023)

ESPN e ESPN+

  • Southeastern Conference (SEC) Agreement 
  • Peyton’s Places (2ª temporada em diante)
  • Stephen A’s World (programa, que estreia em janeiro)
  • SportsNation (exclusivo no ESPN+)
  • Man In The Arena: Tom Brady (documentário em 9 partes)

Confira aqui os anúncios do Marvel Studios e da Lucasfilm!

Você ficará por dentro de todas essas informações por meio das atualizações do Quarta Parede Pop.

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Paulo Victor Costa

Depois que descobriu "The Truman Show" e "Lost", passou a viver de filmes e séries. Também é muito fã dos filmes do Spielberg. Tenta assistir de tudo para poder debater com outras pessoas.