Oscar 2021 | Exibido no Festival de Veneza, ‘Quo Vadis, Aida?’ irá representar a Bósnia

Quo vadis, Aida?

Com passagem por grandes festivais internacionais de cinema como Festival de Veneza e Festival de Toronto no histórico, o drama de guerra Quo Vadis, Aida? escrito e dirigido por Jasmila Žbanić será o representante da Bósnia e Herzegovina. O longa é uma coprodução entre Bósnia, Áustria, Romênia, Holanda, Alemanha, Polônia, França, Noruega, Turquia e conta com Jasna Djuricic, Johan Heldenbergh, Boris Isaković no seu elenco principal. 

O longa acompanha Aida (Jasna Djuricic), uma mulher que trabalha como tradutora para uma equipe de manutenção da paz, americana, em um acampamento onde seu marido e seus dois filhos estão detidos juntos de milhares de cidadãos bósnios. A performance de Jasna foi destacada positivamente por vários críticos que cobriram o Festival de Veneza, sendo inclusive uma das favoritas no evento. 

O país possui uma vitória após a sua segunda submissão à premiação. Em 2002 o filme Terra de Ninguém (No man’s land), escrito e dirigido por Danis Tanović segue dois soldados lutando em lados opostos no conflito entre a Bósnia e a Herzegovina, em 1993, que ficam presos na mesma trincheira entre as duas linhas de frente dos exércitos, uma área conhecida como terra de ninguém. O filme venceu, além do Oscar de Melhor Filme Estrangeiro, o Globo de Ouro da mesma categoria e prêmio de Melhor Roteiro do Festival de Cannes.

Em 2014 o país foi para a shorlist de Janeiro, pré-seleção dos indicados, com o documentário Um Episódio na Vida de um Catador de Ferro-Velho (Epizoda u zivotu beraca zeljeza) também de Danis Tanović. 

Acompanhe aqui os filmes escolhidos pelos outros países na disputa de uma indicação na categoria de Melhor Filme Internacional

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Estudante de psicologia e fascinada pelo audiovisual. Acredita que o cinema seja uma arte de teor político que dá voz a quem não é ouvido. Gosta de conhecer novas culturas e acredita que o cinema seja a melhor forma para isso, expandindo assim a visão de mundo dentro se sua limitada realidade.