Com edição presencial, Festival de Berlim não fará mais distinção de gênero em prêmio de atuação

O Festival de Berlim é um dos maiores festivais de cinema da Europa e do mundo, e agora, chama a atenção por uma inovação em sua premiação. O Urso de Prata, prêmio que contempla as categorias de melhor ator e melhor atriz, não fará mais distinção de gênero (via Indiwire).

A mudança foi comunicada pelos diretores do Festival de Cinema de Berlim, Mariette Rissenbeek e Carlo Chatrian. Em vez de premiar o melhor ator e a melhor atriz, o prêmio do Urso de Prata de melhor performance principal e de melhor performance secundária contemplará todos os gêneros“, diz o comunicado emitido pelo Festival de Berlim”, diz o comunicado.

A mudança torna a Berlinale o primeiro grande festival internacional de cinema a mudar a forma como distribui seus prêmios de atuação com base no gênero.  “Acreditamos que não separar os prêmios no campo da atuação de acordo com o gênero representa um sinal para uma consciência mais sensível ao gênero na indústria cinematográfica”, completam Rissenbeck e Chatrian.

Na edição de 2020, Paula Beer, por Undine, de Christian Petzold, e Elio Germano, por Volevo nascondermi (Hidden away), de Giorgio Diritti, ganharam os prêmios de melhor atriz e melhor ator. Em 2021, haverá apenas dois prêmios de atuação: melhor performance principal e melhor performance coadjuvante.

Além de categorias de gênero neutro, o Festival de Berlim anunciou que a edição de 2021 será realizada presencialmente, adotando todas as medidas restritivas necessárias de distanciamento e higiene, e não em uma edição virtual como outras ocorridas durante o período de pandemia do coronavírus. “Festivais e mercados são locais de encontro e comunicação. Isso se aplica tanto ao público quanto à indústria”, disseram os diretores do festival.

Os organizadores anunciaram ainda que o Prêmio Alfred Bauer, que leva o nome do diretor fundador do festival, será definitivamente aposentado. O prêmio foi suspenso este ano devido a revelações sobre o papel de Bauer na burocracia cinematográfica nazista (via DW).

Berlim, Cannes e Veneza: antes e depois da pandemia

O festival de Berlim deste ano foi um dos últimos grandes eventos realizados na Alemanha antes das medidas restritivas impostas no país para conter a pandemia do novo coronavírus. Foi também um dos poucos a terem uma edição física em 2020. Após adiamentos, o tradicional Festival de Cannes foi cancelado pelos impactos da Covid-19.

No entanto, quem fará o pontapé inicial na retomada dos festivais é o Festival de Veneza. Mais enxuto, ele está marcado para ocorrer entre os dias 2 e 12 de setembro, na Itália. Presidido pela atriz Cate Blanchett, o júri é composto pelos cineastas Christian Petzold, Matt Dillon, Joanna Hogg e Veronika Franz, pela atriz Ludivine Sagnier e pelo escritor Nicola Lagioia.

O 71º Festival de Cinema de Berlim acontecerá de 11 a 21 de fevereiro de 2021.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Carioca, apreciador de filmes e séries em tempo integral, quando o Bernardo (filho dele) deixa. Iniciou sua admiração pela sétima arte com os clássicos da sessão da tarde e se apaixonou pelo mundo das séries quando o Voo 815, da Oceanic, caiu misteriosamente em algum lugar no meio do nada...