Histórias do rock de Brasília na década de 1980 são registradas em longa no canal Curta!

A cena roqueira de Brasília no início da década de 1980 deu frutos que fazem sucesso até hoje, como Legião Urbana, Capital Inicial e Plebe Rude. As histórias dessas bandas, que trilharam um caminho cheio de obstáculos, é contada com depoimentos dos próprios músicos no documentário Rock Brasília — Era de Ouro, que chega ao Curta!.

Dirigido por Vladimir Carvalho e produzido pela Ligocki, o longa reúne alguns dos protagonistas desse período, como o cantor e compositor Renato Russo — em imagens raras —, o guitarrista Dado Villa-Lobos e o baterista Marcelo Bonfá, membros da Legião Urbana; Dinho Ouro Preto, e os irmãos Fê e Flavio Lemos, da formação original do Capital Inicial; Phelippe Seabra, vocalista e guitarrista da Plebe Rude; além dos artistas que se aproximaram dessa turma, como Caetano Veloso e os músicos Herbert Vianna, Bi Ribeiro e João Barone, componentes do Paralamas do Sucesso.

A exibição do longa é na Segunda da Música, 1º de junho, às 22h. Horários alternativos: 2 de junho, terça-feira, às 02h e às 16h; 3 de junho, quarta-feira, às 10h; 6 de junho, sábado, às 14h25; 7 de junho, domingo, às 21h.

22h – “Rock Brasília — A Era de Ouro” (Documentário)

A história dos jovens brasilienses que, liderados por Renato Russo, veem o seu sonho tornado realidade — a consagração e o sucesso de suas várias bandas de rock. Nesta terceira parte de uma trilogia sobre a formação histórica, política e cultural de Brasília — as outras são “Conterrâneos Velhos de Guerra” (1991) e “Barra 68” (2000) —, o cineasta Vladimir Carvalho investiga as origens das grandes bandas de rock que tomaram de assalto o cenário musical brasileiro a partir de 1980, como Legião Urbana, Capital Inicial, Plebe Rude e muitas outras. Uma história pontuada por momentos inesquecíveis, como o quebra-quebra no show do Legião Urbana no Estádio Mané Garrincha, em junho de 1988, e o grande show do Capital Inicial na Esplanada dos Ministérios, em 2008, com Dinho Ouro Preto cantando a música do colega Renato Russo “Que País É Esse?”. 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Léo Barreto

Carioca, apreciador de filmes e séries em tempo integral, quando o Bernardo (filho dele) deixa. Iniciou sua admiração pela sétima arte com os clássicos da sessão da tarde e se apaixonou pelo mundo das séries quando o Voo 815, da Oceanic, caiu misteriosamente em algum lugar no meio do nada...