Primeiras Impressões | ‘Elite’ retorna prometendo uma 3ª temporada explosiva

Querendo ou não, Elite se encaixa no grupo de séries que possui um prazo de validade. O formato de trama, repleta de reviravoltas e mistérios, pode acabar se tornando repetitivo e absurdo a partir do momento em que as ideias criativas vão se esgotando. Estender uma série que, claramente, não possui material para render inúmeras temporadas, é como dar um tiro no pé. Mas, felizmente, os showrunners da série reconhecem suas próprias limitações, e chegam ao seu terceiro ano prometendo entregar um final à altura para os personagens, e uma renovação de elenco para o futuro. 

Ao final da ótima segunda temporada, Polo (Álvaro Rico) retorna à Las Encinas após ter sido preso pelo assassinato de Marina (María Pedraza)O personagem não permanecer na prisão e continuar presente no núcleo principal é um acerto enorme pois traz a sensação de termos um vilão constante em cena. Com ele preso, muitos dos arcos estariam praticamente fechados, fazendo com que fosse preciso criar algo completamente novo para que a série continuasse. 

Fazendo a trama girar em torno de Polo, foi possível criar mais um – e possivelmente, o último – mistério para que a dinâmica dos episódios se assemelhasse bastante ao da temporada original. Já de início, e também nos materiais promocionais, é descoberto que Polo foi assassinado em uma festa (talvez de fim do ano escolar?). Seu assassino não é revelado, e acompanhamos cada episódio com o relato de um dos personagens principais, como já é de costume da série. 

Nos dois primeiros episódios liberados para a imprensa pela Netflix, não é entregue muito em relação a identidade do assassino, mas várias pistas são jogadas para que o quebra-cabeça seja montado aos poucos. O roteiro, sempre muito ágil, não perde tempo com enrolações, e procura mostrar ao que veio logo de cara.  

Dessa vez, uma das principais preocupações dos alunos será seus futuros. Estando no último ano, a necessidade de começar a pensar nas faculdades que irão querer ingressar no ano seguinte bate na porta de todos. Lu (Danna Paola) esperava ter seu futuro já traçado, mas uma reviravolta a faz repensar tudo que havia planejado, fazendo-a criar novas estratégias para que consiga ter uma chance de conquistar uma bolsa de estudos. Esse problema irá bater de frente com Nadia (Mina El Hammani), que também não possui um futuro traçado, criando um possível e inesperado laço entre as duas. 

Elite – 3ª temporada (Netflix)

O mesmo pode ser dito de Samuel (Itzan Escamilla) e Guzmán (Miguel Bernardeau) que já haviam criado uma inesperada amizade anteriormente. Aqui, eles continuam a parceria, e os dois parecem ainda mais determinados a tentar desmascarar Polo de uma vez por todas. Samuel usará suas táticas para tentar conseguir informações, e sua principal peça chave é seu (ex?) relacionamento com Carla (Ester Expósito), enquanto Guzmán se mostra bastante extremo em relação aos seus atos. 

Cayetana (Georgina Amorós) permanece como a principal aliada de Polo, mantendo seu segredo e ajudando a inocentá-lo pelo assassinato de Marina. Mas, mesmo mostrando seu apoio, as reais intenções da garota permanecem no ar. Será que ela está o ajudando porque gosta do garoto ou por ter segundas intenções em relação ao seu dinheiro? Polo é um dos garotos mais ricos da série, e considerando que Cayetana não conseguiu embolsar a grana que estava planejando na temporada passada, talvez um golpe vindo dela seja algo a se considerar. 

Mesmo tendo um assassinato como peça principal da narrativa, os casais continuam em alta e sempre trocando entre si. Novos romances irão surgir, enquanto antigos irão permanecer em crise e lutando para ficar juntos. Ander (Arón Piper) e Omar (Omar Ayuso) irão ter sérios problemas a enfrentar, e Guzmán e Nadia continuarão tentando evitar o romance inevitável entre eles. 

Mais uma vez, há o acréscimo de novos – e muito bem-vindos – personagens, ainda mais considerando a representatividade que vêm junto com eles, que era algo que vinha faltando na série. Malick (Leiti Sene) e Yeray (Sergio Momo) chegarão para balancear ainda mais a vida dos personagens, principalmente a de Nadia, Guzmán e Carla, que terá um papel essencial nesta temporada. 

Elite promete mais uma leva de episódios explosiva. Com um bom mistério, a série se encaminha para seu último ano com o elenco original. Segundo eles, os momentos finais renderam muitas lágrimas nos bastidores, e prometem render ainda mais para o público. Até lá, nos resta apenas continuar teorizando, e torcer que a identidade do assassino surpreenda a todos. Mas, surpreendendo ou não, uma coisa é certa: os alunos de Las Encinas deixarão saudades. 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Jornalista apaixonado pela sétima arte. Acredita que o cinema tem o poder de mudar pensamentos, pessoas e o mundo. Encontra nos filmes e séries um refúgio para o caos da vida cotidiana.