Martin Scorsese escreveu carta parabenizando Bong Joon-ho pela vitória de ‘Parasita’ no Oscar

Parasita fez história no Oscar 2020. O filme dirigido por Bong Joon-ho se tornou o primeiro longa-metragem sul-coreano a competir e ganhar o Oscar e o primeiro filme em língua não inglesa a levar o prêmio de Melhor Filme. O filme também faturou os prêmios de Melhor Roteiro Original, Melhor Direção e Melhor Filme Internacional.

No entanto, uma das maiores conquistas desta edição não se comparam às estatuetas que Bong levou para a Coréia do Sul. Isso porque ele recebeu uma carta de ninguém menos que Martin Scorsese após o Oscar, parabenizando-o por suas vitórias. Em seu discurso no Oscar de Melhor Direção, Joon-ho fez questão de enaltecer o veterano, a quem classificou como um ídolo (via IndieWire).

“Hoje de manhã recebi uma carta de Martin Scorsese”, disse Bong a jornalistas durante uma coletiva de imprensa. “Eu não posso te dizer o que a carta disse porque é algo pessoal. Mas no final ele escreveu: ‘Você se saiu bem. Agora descanse. Mas não descanse por muito tempo. Ele continuou dizendo como ele e outros diretores estavam esperando pelo meu próximo filme.” 

O diretor sul-coreano concorreu com Scorsese na edição do Oscar deste ano. O Irlandês concorreu em outras nove categorias, dez no total, mas não conquistou nenhum prêmio. Ele está se preparando para começar a filmar Killers of the Flower Moon ainda em 2020, com seus maiores colaboradores, Leonardo DiCaprio e Robert De Niro. Este será o seu primeiro longa-metragem do gênero western.

Leia: a trajetória de Bong Joon-ho até o Oscar

Bong Joon-ho ainda não anunciou seu novo projeto após Parasita, mas ele está trabalhando com a HBO e o roteirista e também diretor Adam McKay em uma série limitada baseada no filme, falada em inglês. Mark Ruffalo foi especulado como o possível protagonista.

Parasita foi o maior vencedor do Oscar esse ano. É o primeiro longa sul-coreano indicado ao Oscar e, consequentemente, o primeiro que venceu também. Além disso, a produção tornou-se o primeiro filme estrangeiro a vencer na categoria Melhor Filme. Leia a nossa crítica de Parasita.

O filme conta a história de uma família que vive em um porão sujo e apertado, mas uma obra do acaso faz com que um dos membros da família comece a dar aulas de inglês a uma garota de família rica. Fascinados com a vida luxuosa destas pessoas, pai, mãe e filhos bolam um plano para se infiltrarem também na família burguesa, um a um. No entanto, os segredos e mentiras necessários à ascensão social custam caro a todos.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Léo Barreto

Carioca, apreciador de filmes e séries em tempo integral, quando o Bernardo (filho dele) deixa. Iniciou sua admiração pela sétima arte com os clássicos da sessão da tarde e se apaixonou pelo mundo das séries quando o Voo 815, da Oceanic, caiu misteriosamente em algum lugar no meio do nada...