Parasita | Bong Joon-ho pede desculpas por cerimônia do Oscar 2020

A cerimônia do Oscar 2020 foi realizada no último domingo (9 de fevereiro) e teve um final que surpreendente. O longa sul-coreano, Parasita, de Bong Joon-ho, foi o maior vencedor da noite – 4 prêmios -, sendo consagrado como o Melhor Filme, Melhor Direção, Melhor Roteiro Original e Melhor Filme Internacional (Coréia do Sul). Veja aqui a lista de vencedores.

A vitória de Bong Joon-ho, deixando para trás fortes apostas como 1917, de Sam Mendes, e Era Uma Vez em… Hollywood, de Quentin Tarantino, fez o cineasta se sentir culpado pelo enorme trabalho que deu às pessoas que ficaram gravando o seu nome nas estatuetas. “Sinto muito pelo trabalho pesado. São muitas!”, disse o diretor.

Veja o vídeo abaixo:

Parasita é o primeiro longa sul-coreano indicado ao Oscar e, consequentemente, o primeiro que venceu também. Além disso, a produção tornou-se o primeiro filme estrangeiro a vencer na categoria Melhor Filme. Leia a nossa crítica de Parasita.

O filme conta a história de uma família que vive em um porão sujo e apertado, mas uma obra do acaso faz com que um dos membros da família comece a dar aulas de inglês a uma garota de família rica. Fascinados com a vida luxuosa destas pessoas, pai, mãe e filhos bolam um plano para se infiltrarem também na família burguesa, um a um. No entanto, os segredos e mentiras necessários à ascensão social custam caro a todos.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Paulo Victor Costa

Depois que descobriu "The Truman Show" e "Lost", passou a viver de filmes e séries. Também é muito fã dos filmes do Spielberg. Tenta assistir de tudo para poder debater com outras pessoas.