Desde 2010, apenas dois diretores dos EUA ganharam o Oscar

A cerimônia do Oscar 2020 foi realizada ontem (9 de fevereiro) e teve um final que, provavelmente, deixou muita gente feliz. O longa sul-coreano, Parasita, de Bong Joon-ho, foi consagrado vencedor da categoria Melhor Filme. Além disso, também ganhou como Melhor Direção, Melhor Roteiro Original e Melhor Filme Internacional (Coréia do Sul). Veja aqui a lista de vencedores.

A vitória de Bong Joon-ho em Melhor Direção, deixando para trás nomes fortes como  Sam MendesMartin Scorsese e Quentin Tarantino, chama atenção por dois motivos. O primeiro é o fato de uma produção cinematográfica sul-coreana ter sido indicada – e, consequentemente, ter vencido – pela primeira vez ao Oscar. O segundo é um dado bastante curioso.

Desde 2010, apenas 2 diretores dos EUA ganharam o Oscar na categoria que lhes diz respeito. Veja a lista abaixo (os diretores estadunidenses estarão em negrito):

  • 2010: Kathryn Bigelow, que ganhou por Guerra ao Terror;
  • 2011: Tom Hooper (Reino Unido), que ganhou por O Discurso do Rei;
  • 2012: Michel Hazanavicius (França), que ganhou por O Artista;
  • 2013: Ang Lee (Taiwan), que ganhou por As Aventuras de Pi;
  • 2014: Alfonso Cuarón (México), que ganhou por Gravidade;
  • 2015: Alejandro G. Iñarritu (México), que ganhou por Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância);
  • 2016: Alejandro G. Iñarritu (México), que ganhou por O Regresso;
  • 2017: Damien Chazelle, que ganhou por LaLaLand: Cantando Estações;
  • 2018: Guillermo Del Toro (México), que ganhou por A Forma da Água;
  • 2019: Alfonso Cuarón (México), que ganhou por Roma;
  • 2020: Bong Joon-ho (Coréia do Sul), que ganhou por Parasita;

É possível observar também que desses 11 vencedores, 5 eram mexicanos.

Guillermo del Toro com a estatueta de melhor filme em “A Forma da Água” em 2018

No entanto, essa informação também registra um dado negativo. Kathryn Bigelow é a única mulher que venceu na categoria Melhor Direção em 92 anos de Oscar. E se analisarmos todos os indicados nessa categoria de 2010 a 2020 (ou seja, 55 indicados), é possível encontrar apenas 2 mulheres: a própria Kathryn e Greta Gerwig, que foi indicada em 2018 por Lady Bird.

A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas tem muito o que mudar ainda.

Leia a nossa crítica de Parasita

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Paulo Victor Costa

Depois que descobriu "The Truman Show" e "Lost", passou a viver de filmes e séries. Também é muito fã dos filmes do Spielberg. Tenta assistir de tudo para poder debater com outras pessoas.