‘Star Wars: A Ascensão Skywalker’ é o grande destaque das estreias da semana nos cinemas; confira

Confira as estreias da semana e os filmes que entram em cartaz em 19 de dezembro, nos cinemas brasileiros:

PLAYMOBIL: O FILME

Marla, uma adolescente pé no chão, não dá bola para as histórias fantásticas do seu irmão Charlie sobre mundos inventados e cheios de aventuras inspirados na coleção de Playmobil que ele adora. Mas quando os irmãos descobrem um portal mágico que os transporta para um lugar diferente e os transforma em bonecos de Playmobil, Marla encara a maior aventura da sua vida. Enquanto seu irmão é feito de refém, Marla faz uma inusitada amizade com um motorista de food truck doidão, Dell. Na busca por Charlie eles atravessam um enorme mundo de Playmobil, encontrando amigos e inimigos, desde cavaleiros de armadura a vilões intergalácticos. Se Marla quiser salvar o irmão e voltar para casa, ela vai precisar evocar os poderes de sua imaginação enferrujada.

Diretor: Lino DiSalvo. Livre.


STAR WARS: A ASCENSÃO SKYWALKER

A Lucasfilm e o diretor J.J. Abrams unem forças mais uma vez para levar os espectadores em uma jornada épica por uma galáxia muito, muito distante com Star Wars: A Ascensão Skywalker, a eletrizante conclusão da inspiradora saga Skywalker, onde novas lendas nascerão e a batalha final pela liberdade ainda está por vir.

Diretor: J.J. Abrams. 12 anos.


A BATALHA DAS CORRENTES

Ambientado no final do século XIX, o filme conta a história da Guerra das Correntes, uma disputa entre Thomas Edison (Benedict Cumberbatch) e George Westinghouse (Michael Shannon) sobre como deveria ser feita a distribuição da eletricidade. Edison fez uma campanha pela utilização da corrente contínua para isso, enquanto Westinghouse defendia a corrente alternada.

Diretor: Alfonso Gomez-Rejon. 12 anos.


A ROSA AZUL DE NOVALIS

Marcelo, um dândi de cerca de 40 anos, possui uma memória inigualável. Revive lembranças familiares em sua cabeça e tem recordações de suas vidas passadas. Em uma delas, foi Novalis, poeta alemão que perseguia uma rosa azul. E nessa vida atual, o que Marcelo persegue?

Diretor: Gustavo Vinagre e Rodrigo Carneiro. 18 anos.


O PARAÍSO DEVE SER AQUI

Elia Suleiman deixa a Palestina em busca de um novo lar, apenas para encontrar em todo lugar os mesmos problemas. A promessa de uma nova vida se transforma em uma comédia de erros e em situações inusitadas com a policia, a modernidade e o preconceito. Por mais longe que ele vá, de Paris a Nova York, algo sempre o lembra de sua terra natal.

Diretor: Elia Suleiman. Livre.


CARTA REGISTRADA

Na movimentada capital egípcia do Cairo, Hala apenas respira. Do lado de fora de seu apartamento, a vida das pessoas está constantemente avançando, mas ela está presa dentro de sua própria mente. Hala está lutando contra as pressões de ser uma nova mãe, ainda lamentando a morte de seu pai e lutando com pensamentos sombrios. O longa de estreia de Hisham Saqr começa aqui, imerso no mundo isolado de Hala, enquanto ela tenta se conectar com seu filho, seu marido e, finalmente, consigo mesma. A vida de Hala é lançada em um caos ainda maior quando seu marido é pego em um pesadelo burocrático. Sem seu amado companheiro, ela é forçada a seguir pelo mundo sozinha, enquanto tenta tirá-lo da cadeia. As pressões continuam aumentando, pois ela deve carregar um fardo que não tem certeza de que pode suportar; até a amizade mais próxima dela começa a mostrar sinais de tensão. Mas, um dia, ela encontra uma carta misteriosa que, quando aberta, oferece a ela uma nova perspectiva sobre seus pensamentos fora de controle.

Diretor: Hisham Saqr. 12 anos.


E ENTÃO NÓS DANÇAMOS

Desde bem jovem, Merab treina dança tradicional georgiana no Georgian National Dance Ensemble com sua parceira Mary. Quando se junta ao grupo o carismático e descontraído bailarino Irakli, Merab se sente ameaçado, e também atraído, por aquele que se tornará uma fonte de rivalidade e desejo. Em um cenário conservador e tradicional, Merab terá que se libertar e impor sua identidade.

Diretor: Levan Akin. 14 anos.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Paulo Victor Costa

Depois que descobriu "The Truman Show" e "Lost", passou a viver de filmes e séries. Também é muito fã dos filmes do Spielberg. Tenta assistir de tudo para poder debater com outras pessoas.