Mulher-Maravilha 1984 | Trailer, cartazes e novidades marcam passagem de Gal Gadot e Patty Jenkins pela CCXP 2019; confira

Mulher-Maravilha 1984 encerrou a CCXP deste ano em grande estilo. No último domingo (8), foi apresentado no painel do filme o primeiro trailer do longa, além de alguns detalhes sobre a produção.

Confira abaixo o trailer:

A atriz Gal Gadot e a diretora Patty Jenkins foram destaques no painel sobre o longa, previsto para chegar aos cinemas em junho do próximo ano. A diretora deu alguns detalhes sobre a Mulher-Leopardo (Kristen Wiig), vilã do filme. De acordo com a cineasta, a personagem se encaixa no “espectro de meigo e doce amiga de Diana” e se transformará totalmente no decorrer do longa.

Gal Gadot revelou que Mulher-Maravilha 1984, apesar de ser um filme difícil de fazer, é “realmente divertido”. De acordo com a atriz, os personagens dançam e se divertem, em um tom mais leve que o primeiro filme, com uma aura oitentista. Patty Jenkins afirmou ainda que esse é sua maior produção. ” É o maior filme que já fiz na vida. A escala é gigante, é épico, fomos para todos os lugares do mundo”.

De fato, a afirmação de Jenkins e Gadot vai de encontro a concepção visual do longa. Mais colorido, vibrante e em consonância com o trailer, o cartazes revelados no evento também dão o tom do que o longa pretende mostrar, e evidenciam também a nova fase da DC nos cinemas. Veja:

Avançando para a década de 1980, a próxima aventura nos cinemas da Mulher-Maravilha a coloca frente a novos inimigos. Mulher-Maravilha 1984, da diretora Patty Jenkins, é estrelado por Gal Gadot no papel-título ao lado de Chris Pine como Steve Trevor, Kristen Wiig como A Mulher-Leopardo, Pedro Pascal como Max Lord, Robin Wright como Antíope e Connie Nielsen como Hipólita. Jenkins dirige a partir de um roteiro que escreveu com Geoff Johns e Dave Callaham, com história de Jenkins e Johns.

Mulher-Maravilha 1984 estreia em de junho no Brasil.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Léo Barreto

Carioca, apreciador de filmes e séries em tempo integral, quando o Bernardo (filho dele) deixa. Iniciou sua admiração pela sétima arte com os clássicos da sessão da tarde e se apaixonou pelo mundo das séries quando o Voo 815, da Oceanic, caiu misteriosamente em algum lugar no meio do nada...