Crítica | ‘Frozen 2’ entrega sequência maior e melhor que o primeiro filme

É difícil uma sequência agradar mais que o filme original que lhe deu origem, ainda mais quando esse filme é Frozen, enorme sucesso de animação da Disney. E, no entanto, foi o que aconteceu com Frozen 2, um dos maiores lançamentos desse final de ano, e definitivamente mais interessante do que seu antecessor, por mais incrível que pareça.

Os diretores Chris Buck e Jennifer Lee apostaram dessa vez em uma história de origem, em que Elsa vai atrás da verdade sobre a morte de seus pais e da gênese de seus poderes, enquanto Ana corre atrás dela, tentando fazê-la entender que, independente de quão poderosa a irmã seja, não consegue nem precisa fazer tudo sozinha.

Apesar de sempre presente (já que faz parte da essência de Elsa), em Frozen 2 o gelo não é tão protagonista, já que nossos personagens terão que encarar a difícil tarefa de “acordar” uma Floresta Encantada. É lá que os quatro elementos se encontram e se revelam, cada um à sua maneira, para trazer uma mensagem aos viajantes.

As inúmeras canções da animação trazem contexto e são reveladoras dos sentimentos de cada personagem que as interpreta, mas nenhuma, entretanto, é tão impactante quanto Let It Go (‘Livre Estou’, na versão em português), mesmo que Idina Menzel (no original) e  Taryn Szpilman (na versão brasileira) tenham voltado para dar voz à Elsa. Dessa vez, podem acreditar, não haverá música grudada na cabeça.

Frozen 2 – Walt Disney Studios

Todavia, o que mais chama a atenção em toda a extensão do filme são as imagens (quanto a isso não há qualquer dúvida), tão maravilhosas que chegam a emocionar. A beleza do gelo e da água que Elsa manipula fazem os olhos se encherem de lágrimas e são um espetáculo à parte. Ao observar estes elementos na telona, é difícil acreditar que já não tenhamos atingido a perfeição em matéria de produção de animações.

A busca de respostas e do significado da própria existência, o reconhecimento das limitações e dos sentimentos, as decepções e a beleza do mundo são todos temas de Frozen 2, em todos os sentidos mais impactante e instigante que o filme original, a sequência correta para um grande sucesso de bilheteria, capaz de encantar todas as gerações. Você não sairá da sala de cinema cantarolando uma canção, mas terá a certeza de que, fortalecido por cada nova descoberta, a magia nunca acaba.

FROZEN 2
3.5

RESUMO

As imagens espetaculares e emocionantes de Frozen 2 mostram que continuações superiores aos originais ainda são possíveis.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Flávia Leão

Cinéfila mineira que ama os filmes desde quando os clássicos da Disney ainda eram em VHS e os seriados desde que Jeffrey Lieber e J.J. Abrams inventaram Lost.