Coringa | FBI e exército dos EUA estão em modo de alerta contra possíveis ataques em cinemas

As polêmicas em torno de Coringa não param. Desta vez, o Departamento Federal de Investigação dos EUA (FBI), e o exército americano, emitiram alertas sobre riscos relacionados à violência presente no longa.

Segundo informações do Gizmodo, o exército dos EUA alertou indivíduos após a publicação de posts extremistas em redes sociais. Membros em serviço foram instruídos a se manterem em modo de alerta, identificar rotas de fuga em cinemas e, se houver tiroteio, “correr, se esconder, lutar”.

As instruções, descritas como “apenas precautórias, são de autoria do FBI. “Corra se puder. Se você estiver preso, esconda-se e fique quieto. Se um atirador te encontrar, lute com o que puder”, diz o aviso. O exército americano, apesar de reconhecer possíveis ameaças, diz não haverem planos ou suspeitos específicos.

Ontem, a Warner Bros. se manifestou oficialmente sobre o assunto. “Não se engane: nem o personagem fictício Coringa, nem o filme, é um endosso de qualquer tipo de violência no mundo real”, diz um trecho do comunicado. Clique aqui e confira na íntegra.

EM entrevista ao IGN, o diretor Todd Phillips disse que o filme não desculpa o comportamento do Coringa. “O filme faz declarações sobre falta de amor, trauma de infância, falta de compaixão no mundo”, disse ele. “Acho que as pessoas podem lidar com essa mensagem.”

Recentemente, o protagonista Joaquin Phoenix abandonou uma entrevista, quando questionado sobre a violência do longa. Saiba mais aqui.

Leia também:

Joaquin Phoenix diz que se divertiu muito durante as gravações de Coringa

Coringa foi aplaudido de pé por oito minutos no Festival de Veneza

Joaquin Phoenix revela inspiração para risada do Coringa

Diretor Todd Phillips admite que pensou em uma sequência para o filme 

Coringa estará “com certeza” na corrida do Oscar, diz diretor do Festival de Veneza

Recentemente, o filme sobre o maior vilão de Gotham City ganhou o Leão de Ouro, o principal prêmio do Festival de Veneza, o que faz com que Coringa chegue com força para a corrida em busca de uma indicação ao Oscar 2020.

De acordo com a sinopse oficial, Coringa é uma história original e fictícia sobre o icônico vilão nunca antes vista no cinema. A versão de Phillips sobre Arthur Fleck, interpretado de maneira memorável por Joaquin Phoenix, mostra um homem lutando para se integrar à sociedade despedaçada de Gotham.

Trabalhando como palhaço durante o dia, ele tenta a sorte como comediante de stand-up à noite… mas descobre que a piada é sempre ele mesmo. Preso em uma existência cíclica, oscilando entre a realidade e a loucura, Arthur toma uma decisão equivocada que causa uma reação em cadeia, com consequências cada vez mais graves e letais, nesta exploração ousada do personagem.

Além do protagonista, Joaquin Phoenix, três vezes indicado ao Oscar (O MestreJohnny & JuneGladiador), o elenco também contará com Robert De Niro (O Poderoso Chefão 2), Zazie Beetz (Deadpool 2), Frances Conroy (da série de TV American Horror Story), Brett Cullen (da série da Netflix Narcos), Bill Camp (Operação Red Sparrow), Shea Whigham (Kong: A Ilha da Caveira) e Marc Maron (da série de TV GLOW).

Todd Phillips dirige o longa e escreve o roteiro com Scott Silver (O Lutador).

Coringa estreia em 3 de outubro de 2019.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Léo Barreto

Carioca, apreciador de filmes e séries em tempo integral, quando o Bernardo (filho dele) deixa. Iniciou sua admiração pela sétima arte com os clássicos da sessão da tarde e se apaixonou pelo mundo das séries quando o Voo 815, da Oceanic, caiu misteriosamente em algum lugar no meio do nada...