Mesmo após quatro Emmys, ‘Fleabag’ não vai ganhar novas temporadas, diz Phoebe Waller-Bridge

As quatro vitórias de Fleabag no Emmy Awards 2019, realizado no último domingo, não serão suficientes para que a série continue sendo produzida. A criadora, roteirista e protagonista Phoebe Waller-Bridge disse, em entrevista ao Deadline, que não planeja fazer uma terceira temporada. 

Phoebe afirmou que a segunda temporada, sendo coroada com a expressiva premiação, é o final perfeito para a série: 

“Para ser completamente honesta, me parece o jeito mais bonito para me despedir dela. A história parece estar completa. É muito bom ouvir que tantas pessoas a amaram, é quase como se ela não devesse ter dado tchau ao final… mas parece o jeito certo de encerrá-la, sair em alta”.

Questionada sobre a proximidade com a personagem Fleabag, Waller-Bridge afirma que não se inspirou em seu cotidiano, apesar de admitir uma ligação muito forte com a mesma:

Não é autobiográfico, mas é muito, muito pessoal”, disse ela. “Eu sinto que esse personagem saiu de mim. No começo, eu estava me sentindo bastante cínica e sombria em relação ao mundo.”

Fleabag venceu o Emmy nas categorias Melhor Série de Comédia, Melhor Direção em Série de Comédia, Melhor Roteiro em Série de Comédia e Melhor Atriz em Série de Comédia, sendo os dois últimos para Waller-Bridge.

A comédia foi o maior destaque da noite, desbancando a favorita The Marvelous Mrs. Maisel, também do Amazon Prime Video. A plataforma de streaming, a propósito, faturou quase todos os prêmios da categoria de comédia. Alex Bornstein e Tony Shalhoub foram premiados como melhor atriz e ator coadjuvantes.

A produção é uma adaptação de uma peça criada pela própria Waller-Bridge, que mostra o cotidiano de uma jovem tentando lidar com uma tragédia recente em Londres, na Inglaterra. Na segunda temporada, ela encontra um padre que a incentiva a ver o mundo de outra forma.

As duas temporadas de Fleabag estão disponíveis no Amazon Prime Video.

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Léo Barreto

Carioca, apreciador de filmes e séries em tempo integral, quando o Bernardo (filho dele) deixa. Iniciou sua admiração pela sétima arte com os clássicos da sessão da tarde e se apaixonou pelo mundo das séries quando o Voo 815, da Oceanic, caiu misteriosamente em algum lugar no meio do nada...