Crítica | Mesmo cancelada, ‘O Monstro do Pântano’ é uma das melhores produções de terror em 2019

O burburinho que rondou O Monstro do Pântano, foi cancelada pelo DC Universe logo após a exibição do primeiro episódio, foi no mínimo, emblemático. Cancelar uma série logo na ocasião do lançamento de seu episódio piloto não é algo tão comum, ainda mais quando o nível é bom, como é o caso de O Monstro do Pântano. De qualquer forma, graças ao fato da série ser muito cara ou algum outro motivo mal explicado, a princípio, não teremos uma segunda temporada, a menos, é claro, que ela seja resgatada por alguma outra emissora ou serviço de streaming.

De qualquer forma, a primeira temporada foi totalmente produzida e seus episódios distribuídos, o que nos possibilita a analisá-la. O enredo acompanha os eventos vividos por Alec Holland (Andy Bean) e Abby Arcane (Cristal Reed), dois cientistas que visitam os arredores de um pântano a fim de encontrar a cura para uma estranha doença que tem assolado os moradores da região. Porém, quando descobrem que a origem dessa doença envolve estranhas substâncias que algumas pessoas bastante suspeitas tem lançado ao pântano, coisas esquisitas começam a acontecer, a começar pelo atentado à vida de Holland que tem sua mesma interrompida e é transformado pelas sombrias forças da natureza que habitam as profundezas das águas em uma terrível criatura.

A partir daí, a série começa a desfraldar os mistérios que rondam a região, bem como a trama em torno dos principais personagens que lá habitam, envolvendo traumas do passado, corrupção e assassinato. Conforme a criatura, Alec Holland descobre mais sobre seus poderes e sobre si mesmo, e ele e Abby passam a desenvolver um forte sentimento um pelo outro.

 

O trunfo de O Monstro do Pântano está em sua belíssima roupagem. Com uma cara de produção cinematográfica, a série acerta em vários dos elementos. A fotografia é espetacular, apostando bastante nos tons de cor verde, assim como uma aparência suja e enevoada, semelhante aos pântanos norte-americanos. A trilha sonora e desenho de som também são bastante acertados, auxiliando nos momentos de tensão e, por fim, mas não menos importante, os efeitos visuais, especialmente os criados por CGI, são muito bem executados, entregando impactantes cenas assustadoras e com muito gore.

Infelizmente, o futuro de uma das melhores (senão a melhor) séries da DC é incerto, mas cabe aos fãs torcerem para que alguma emissora resolva apostar nessa série, que é um ótimo atrativo para quem é fã das histórias em quadrinhos ou mesmo para quem gosta de acompanhar uma série do bom e velho terror.

O MONSTRO DO PÂNTANO – PRIMEIRA TEMPORADA
4

RESUMO:

Cancelada após a exibição do primeiro episódio, O Monstro do Pântano se revela como uma série episódica, bem produzida e regada a terror e gore.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Jeziel Bueno

Cineasta independente e amante de filmes e séries. Nutre uma intensa paixão pela habilidade que só o ser humano tem de transmitir os aspectos de sua alma por meio da Arte...