Bilheteria no Brasil | ‘Nada a Perder 2’ se mantem na liderança; confira o Top 10

Nada a Perder 2, cinebiografia sobre o Edir Macedo – bispo e proprietário da terceira maior emissora do país -, continuou na liderança nas bilheterias no Brasil (22 a 25 de agosto). Foram R$ 10.1 milhões arrecadados através de 750 salas de exibição. No total, o longa já faturou R$ 32.6 milhões.

No entanto, uma polêmica está rondando o filme. De acordo com uma matéria do O Globo, uma prática, que aconteceu anteriormente com Os Dez Mandamentos (2016), se repetiu. Várias sessões, para as quais, teoricamente todos os ingressos foram vendidos, estão vazias. Esses foram comprados pela Igreja Universal.

O antecessor, Nada a Perder, foi a maior bilheteria de 2018, com 4 milhões de ingressos vendidos antes da estreia, mas também contou com o mesmo fenômeno das sessões vazias. No caso do Os Dez Mandamentos, mais de 11 milhões de ingressos foram vendidos, sendo que uma boa parte deles também foram compradas pela Igreja Universal e distribuídos aos fiéis.

A instituição respondeu ao O Globo: “a mídia não se conforma com o incrível sucesso de filmes com temática espiritual no Brasil, e tenta diminuir a importância do fenômeno. Talvez por não querer aceitar que a Universal conte com um número gigantesco de pessoas que, de forma voluntária, se mobiliza para que multidões possam assistir a um filme transformador”.


O Rei Leão continuou no segundo lugar. No seu sexto fim de semana em cartaz, a versão live action da animação de 1994 faturou R$ 5.6 milhões, sendo exibido em 1102 salas de cinema. Mais de 13.7 milhões de pessoas compraram ingressos para conferir o retorno de uma das maiores histórias da Disney. No Brasil, o longa arrecadou R$ 252.5 milhões. Ao redor do mundo, o filme dirigido por Jon Favreau já faturou US$ 1.5 bilhão. Recentemente, o longa tornou-se o maior live action da Disney e a nona maior bilheteria do cinema.

O longa retrata uma jornada pela savana africana, onde nasce o futuro rei da Pedra do Reino, Simba. O pequeno leão que idolatra seu pai, o rei Mufasa, é fiel ao seu destino de assumir o reinado. Mas nem todos no reino pensam da mesma maneira. Scar, irmão de Mufasa e ex-herdeiro do trono, tem seus próprios planos. A batalha pela Pedra do Reino é repleta de traição, eventos trágicos e drama, o que acaba resultando no exílio de Simba. Com a ajuda de dois novos e inusitados amigos, Simba terá que crescer e voltar para recuperar o que é seu por direito.

O estrelado elenco do longa tem Donald Glover como Simba, Beyoncé Knowles-Carter como Nala, James Earl Jones como Mufasa, Chiwetel Ejiofor como Scar, Seth Rogen como Pumba e Billy Eichner como Timão.

Leia a nossa crítica


Em terceiro lugar, Era Uma Vez em… Hollywood, de Quentin Tarantino. O longa da Sony Pictures arrecadou R$ 4.5 milhões em seu segundo fim de semana em cartaz. Mais de 211 mil pessoas conferiram o longa através de 563 salas de cinema. Ao redor do mundo, já foram US$ 240.3 milhões faturados.

Em seu nono longa, Tarantino irá utilizar como pano de fundo a Hollywood do final dos anos 60, trazendo toda a ambientação daquela época para as telas, com seu peculiar estilo. Ele abordará a história do assassinato da atriz Sharon Tate, que na época era esposa de Roman Polanski, por uma seita, liderada por Charles Manson. O elenco reúne grandes nomes do cinema. Brad Pitt, interpreta Cliff Booth, Leonardo DiCaprio faz Rick Dalton, Margot Robbie, ficou com o papel de Sharon Tate e Al Pacino será o agente Marvin Schwarz.

Leia a nossa crítica


O quarto colocado foi Velozes & Furiosos: Hobbs & Shaw, primeiro spin-off da franquia Velozes & Furiosos, que está na terceira semana em cartaz. O filme foi exibido em 720 cinemas e arrecadou R$ 2.6 milhões, sendo visto por mais de 1.5 milhão de pessoas. Dirigido por David Leitch, o longa já faturou R$ 39.2 milhões aqui no Brasil. Ao redor do mundo, foram US$ 588.7 milhões.

Depois de vermos os personagens Luke Hobbs (Dwayne Johnson) e Deckard Shaw (Jason Statham) pela última vez em Velozes & Furiosos 8, eles agora vão unir forças para caçar um terrorista internacional interpretado por Idris Elba. O elenco também tem nomes como Vanessa KirbyHelen Mirren e o primo de Johnson e lutador da WWE, Roman Reigns.

Leia: 5 motivos para assistir Velozes & Furiosos: Hobbs & Shaw


O quinto colocado foi o estreante Brinquedo Assassino, de Lars Klevberg (Morte Instantânea). Foram US$ 2.3 milhões arrecadados no fim de semana de abertura através de 796 salas de exibição. Ao redor do mundo, o filme de terror conquistou US$ 29.2 milhões.

O filme acompanha a história de Karen (Aubrey Plaza) que, no aniversário de seu filho (Gabriel Bateman), o presenteia com o boneco mais aguardado dos últimos tempos. Quando crimes estranhos começam a acontecer pela vizinhança, eles passam a suspeitar que o brinquedo pode não ser tão inofensivo quanto parece.

Leia a nossa crítica


Em sexto lugar, outro estreante: Os Brinquedos Mágicos, de Gary Wang. Foram 353 mil reais faturados no primeiro fim de semana em cartaz através de 286 cinemas.

O longa conta a história de uma loja de chá, na qual bonecos de porcelana mudam de cor quando têm chá despejado neles. No entanto isso não acontece com Nathan, que sofre com o deboche dos outros bonecos. Um dia, um robô, que diz ser do futuro, aparece na loja e leva Nathan para uma aventura.


O sétimo colocado é um estreante brasileiro. Socorro, Virei uma Garota! faturou R$ 219 mil em seu fim de semana de abertura. Estrelado por Thati Lopes (Porta dos Fundos), o longa foi exibido em 106 salas ao redor do país.

A comédia conta a história de Júlio (Victor Lamoglia), um garoto tímido, que, ao ver uma estrela cadente, deseja se tornar a pessoa mais popular do colégio. Dessa forma, ele se torna Júlia (Thati Lopes), a pessoa mais popular do colégio.


Em oitavo lugar, ficou Meu Amigo Enzo. Foram R$ 216 mil arrecadados em seu terceiro fim de semana. No Brasil, já conquistou R$ 2.8 milhões. Ao redor do mundo, foram US$ 25.5 milhões. Pouco mais de 74 mil pessoas viram o longa através de 173 cinemas no país.

Baseado no premiado romance de Garth SteinMeu Amigo Enzo (“The Art of Racing in the Rain”) é uma história emocionante narrada por um cão espirituoso e filosófico chamado Enzo (dublado por Kevin Costner). Através de seu vínculo com seu dono Denny Swift (Milo Ventimiglia), um aspirante a piloto de corridas de Formula 1, Enzo ganha uma visão profunda e divertida da condição humana. O filme é dirigido por Simon Curtis.

 



Homem-Aranha: Longe de Casa caiu para a nona colocação. O filme da Marvel em parceria com a Sony, que está na sua sétima semana em cartaz, faturou nesse fim de semana R$ 147 mil. Sendo exibido em 53 cinemas atualmente, mais de 6.4 milhões de pessoas já foram assistir ao primeiro longa pós Vingadores: Ultimato. No Brasil, a sequência já faturou R$ 106.4 milhões. Ao redor do mundo, já arrecadou US$ 1.115 bilhão, tornando-se o primeiro longa do herói a ultrapassar a marca de 1 bilhão de dólares na bilheteria.

Em Longe de Casa, o amigão da vizinhança decide se unir aos seus melhores amigos para passar férias na Europa. Mas o plano de Peter de abandonar seus feitos heroicos por algumas semanas logo são mudados quando ele concorda em ajudar Nick Fury a solucionar o mistério de ataques de criaturas elementais, criando uma destruição pelo continente.

O filme é dirigido por Jon Watts e tem no elenco Tom HollandJake GyllenhaalZendayaMichael KeatonMarisa TomeiJake BatalonSamuel L. Jackson e Cobie Smulders.

Leia a nossa crítica


Fechando o Top 10, Histórias Assustadoras Para Contar no Escuro. O filme, produzido pelo vencedor do Oscar Guillermo del Toro (A Forma da Água) e dirigido por André Øvredal, arrecadou R$ 135 mil em seu terceiro fim de semana em cartaz. Em 127 salas de cinemas, mais de 64.806 pessoas foram conferir o longa de terror. Ao redor do mundo, foram US$ 72.4 milhões arrecadados. E no Brasil, R$ 2.5 milhões.

A trama se passa em 1968 na cidade de Mill Valley, que há gerações é assombrada pelos mistérios que cercam a mansão da família Bellows. Foi no porão desta casa que Sarah Bellows, jovem cheia de segredos e rejeitada pelos pais, escreveu um livro com histórias assustadoras. Anos depois, essas histórias começam a se tornar reais para um grupo de adolescentes que se envolvem com seu passado sombrio.

Leia a nossa crítica

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Paulo Victor Costa

Depois que descobriu "The Truman Show" e "Lost", passou a viver de filmes e séries. Também é muito fã dos filmes do Spielberg. Tenta assistir de tudo para poder debater com outras pessoas.