Bilheteria | Estreante ‘Invasão ao Serviço Secreto’ lidera top 10 e joga ‘Bons Meninos’ para o segundo lugar

O terceiro longa da franquia estrelada por Gerard Butler, Invasão ao Serviço Secreto, estreou em primeiro lugar nas bilheterias do fim de semana nos EUA (23 a 25 de agosto). Ele é o sucessor de Invasão à Casa Branca e Invasão à Londres. Foram US$ 21.2 milhões no território nacional (Como esse texto ficou pronto com um certo atraso, o filme já tem US$ 23.2 milhões).

De acordo com o site Box Office, 51% do público que assistiu ao filme era composto por homens e 58% tinha 30 anos ou mais.

O agente de Serviços Secretos Mike Banning (Gerard Butler) é acusado de tentar assassinar o Presidente dos EUA. Ao começar a ser perseguido pelo FBI, Banning entra numa missão para tentar provar a sua inocência e descobrir quem está por trás desse caso. Estreia no dia 24 de outubro aqui no Brasil.


Bons Meninos, de Gene Stupnitsky, ficou em segundo lugar no seu segundo fim de semana em cartaz. Foram US$ 11.7 milhões arrecadados, o que representa uma queda de 45% em relação à semana passada. Nos EUA, o longa já faturou US$ 43.1 milhões e no mercado externo, US$ 7 milhões, totalizando US$ 50.1 milhões em bilheteria.

Três jovens, interpretados por Jacob TremblayKeith L. Williams e Brady Noon, decidem faltar aula para conseguirem consertar um drone. No entanto, eles acabam entrando numa grande aventura. Ainda não há previsão para estreia aqui no Brasil.


Em terceiro lugar, ficou o drama cristão Overcomer, de Alex Kendrick. O filme estreou com US$ 8.2 milhões, superando as expectativas.

Lançado pela Sony Pictures, o filme conta a história de John (Alex Kendrick), que após ser demitido da fábrica na qual trabalhou durante anos, começa a treinar um time de basquete de uma escola, que sonha em conquistar o campeonato estadual.


O Rei Leão caiu para a quarta colocação. Em sua sexta semana em cartaz, o filme faturou US$ 8.15 milhões. No mercado nacional, o longa, dirigido por Jon Favreau, faturou US$ 511.3 milhões. No mercado estrangeiro, foram US$ 1.5 bilhão. Atualmente, o filme é o maior live-action da Disney e a nona maior bilheteria do cinema.

O filme retrata uma jornada pela savana africana, onde nasce o futuro rei da Pedra do Reino, Simba. O pequeno leão que idolatra seu pai, o rei Mufasa, é fiel ao seu destino de assumir o reinado. Mas nem todos no reino pensam da mesma maneira. Scar, irmão de Mufasa e ex-herdeiro do trono, tem seus próprios planos. A batalha pela Pedra do Reino é repleta de traição, eventos trágicos e drama, o que acaba resultando no exílio de Simba. Com a ajuda de dois novos e inusitados amigos, Simba terá que crescer e voltar para recuperar o que é seu por direito.

O estrelado elenco do longa tem Donald Glover como Simba, Beyoncé Knowles-Carter como Nala, James Earl Jones como Mufasa, Chiwetel Ejiofor como Scar, Seth Rogen como Pumba e Billy Eichner como Timão.

Confira a nossa crítica de O Rei Leão


Velozes & Furiosos: Hobbs & Shaw, primeiro spin-off da franquia Velozes & Furiosos, caiu para a quinta posição nas bilheterias estadunidenses em seu quarto fim de semana. Foram US$ 8.14 milhões. Nos EUA, o filme já faturou US$ 148.3 milhões. No mercado externo, US$ 440.4 milhões, com destaque para a China, aonde o longa arrecadou US$ 102 milhões na estreia. Ou seja, tem no total US$ 588.7 milhões até o momento.

O longa, dirigido por David Leitch (John WickDeadpool 2), estreou, nesse fim de semana, na Coreia do Sul, faturando US$ 15 milhões. Velozes & Furiosos: Hobbs & Shaw estreia no dia 23 de agosto na China.

Depois de vermos os personagens Luke Hobbs (Dwayne Johnson) e Deckard Shaw (Jason Statham) pela última vez em Velozes & Furiosos 8, eles agora vão unir forças para caçar um terrorista internacional interpretado por Idris Elba. O elenco também tem nomes como Vanessa KirbyHelen Mirren e o primo de Johnson e lutador da WWE, Roman Reigns.


Em sexto lugar, outro estreante: Ready or Not, de Matt Bettinelli-Olpin e Tyler Gillett. Foram US$ 7.5 milhões arrecadados em seu fim de semana de abertura (atualmente já são US$ 11.8 milhões de bilheteria).

Lançado pela Fox Searchlight, conta a história de Grace (Samara Weaving) que se envolve numa brincadeira de pique-esconde, sangrenta e perigosa, com uma família que quer matá-la. Ainda não há previsão para a estreia aqui no Brasil.


Em sétimo lugar, o longa da SonyAngry Birds 2: O Filme. Foram US$ 6.3 milhões faturados em seu segundo fim de semana em cartaz. Nos EUA, a animação já arrecadou US$ 27.6 milhões e, no mercado externo, US$ 47.6 milhões. Ou seja, no total tem US$ 75.2 milhões arrecadados em bilheteria.

A sequência continua acompanhando as aventuras de Red, Chuck e Bomb na ilha em que vivem. Estreia aqui no Brasil no dia 3 de outubro.


O oitavo colocado foi Histórias Assustadoras Para Contar no Escuro. O filme, produzido pelo vencedor do Oscar Guillermo del Toro (A Forma da Água) e dirigido por André Øvredal, arrecadou US$ 6 milhões em seu terceiro fim de semana em cartaz. Nos EUA, o longa já arrecadou US$ 50.8 milhões e, no mercado internacional, US$ 21.5 milhões, totalizando US$ 72.4 milhões ao redor do mundo.

A trama se passa em 1968 na cidade de Mill Valley, que há gerações é assombrada pelos mistérios que cercam a mansão da família Bellows. Foi no porão desta casa que Sarah Bellows, jovem cheia de segredos e rejeitada pelos pais, escreveu um livro com histórias assustadoras. Anos depois, essas histórias começam a se tornar reais para um grupo de adolescentes que se envolvem com seu passado sombrio.

Leia a nossa crítica


Dora e a Cidade Perdida ficou em nono lugar. O longa, baseado na animação da Nickelodeon, arrecadou US$ 5.2 milhões em seu terceiro fim de semana em cartaz. Nos EUA, o filme já faturou US$ 43.6 milhões e, no mercado internacional, foram US$ 17.4 milhões, totalizando US$ 61 milhões em bilheteria.

Dora (Isabela Moner) embarca numa nova aventura para salvar os seus pais. Junta de seu primo Diego (Jeff Whalberg) e seu companheiro, o Macaco Botas, Dora acaba se envolvendo com o mistério de uma antiga civilização perdida. Estreia aqui no Brasil no dia 7 de novembro.


Fechando o Top 10, Era Uma Vez em Hollywood, de Quentin Tarantino. Em seu quinto fim de semana, o filme arrecadou US$ 5 milhões. Vale lembrar que esse filme foi a maior abertura do diretor – até então essa posição era ocupada por Bastardos Inglórios, de 2009 (US$ 39 milhões). Nos EUA, foram US$ 123.7 milhões arrecadados. E no mercado internacional, faturou US$ 116.6 milhões. Ou seja, tem no total US$ 240.3 milhões em bilheteria.

Em seu nono longa, Tarantino irá utilizar como pano de fundo a Hollywood do final dos anos 60, trazendo toda a ambientação daquela época para as telas, com seu peculiar estilo. Ele abordará a história do assassinato da atriz Sharon Tate, que na época era esposa de Roman Polanski, por uma seita, liderada por Charles Manson. O elenco reúne grandes nomes do cinema. Brad Pitt, interpreta Cliff Booth, Leonardo DiCaprio faz Rick Dalton, Margot Robbie, ficou com o papel de Sharon Tate e Al Pacino será o agente Marvin Schwarz.

Leia a nossa crítica

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Paulo Victor Costa

Depois que descobriu "The Truman Show" e "Lost", passou a viver de filmes e séries. Também é muito fã dos filmes do Spielberg. Tenta assistir de tudo para poder debater com outras pessoas.