Festival de Gramado 2019 | Com 8 prêmios, ‘Pacarrete’ é o grande vencedor em noite de protestos; confira a lista

Foram divulgados os vencedores da 47ª edição do Festival de Gramado. Marcos Santuário, Pedro Bial e Saledad Villamil foram anunciados como membros da curadoria do Festival do ano que vem.

O frio da cidade gaúcha não foi o suficiente para barrar o caloroso (e importante) protesto contra os ataques do Presidente Jair Bolsonaro ao setor do audiovisual brasileiro. A cerimônia também foi repleta de críticas e dos gritos de “Fora, Bolsonaro!”.

Ameaças por parte do Governo Federal à Ancine e a suspensão de editais com séries de temas LGBT (e com a cara de pau de dizer que isso não é censura) foram algumas das ações realizadas pelo Bolsonaro contra a Cultura no país. É um momento de lutar e resistir e, Gramado, assim como dizia o vídeo que deu início à cerimônia, é o palco democrático do cinema brasileiro.

Pacarrete, de Allan Deberton, teve uma vitória esmagadora – 8 prêmios, incluindo Melhor Filme. Os vencedores das categorias de longa-metragem também tiveram os melhores discursos. O primeiro caso foi o ganhador de Melhor Ator por O Homem Cordial, Paulo Miklos. Ele não pode ir à cerimônia, mas mandou o seu discurso pelo WhatsApp para o diretor Iberê Carvalho. No entanto, a melhor fala da noite veio quando Raia 4 venceu na categoria Melhor Filme Gaúcho. Um discurso a favor da cultura, do cinema, e contra as políticas de destruição do audiovisual e de censura por parte de Jair Bolsonaro.

Protestos marcam a cerimônia de premiação do Festival de Gramado em 2019

O maior vencedor nas categorias de curta-metragem foi Marie, de Leo Tabosa, com quatro vitórias, incluindo o Prêmio Especial do Júri. O filme conta a história de Mário, que retorna à sua cidade natal como Marie – uma mulher trans -, para enterrar seu pai. Mas o grande vencedor foi a animação Apneia, de Carol Sakura e Walkir Fernandes.

Nas categorias de longas estrangeiros, El Despertar de Las Hormigas, de Antonella Sudasassi Furnis, foi o maior vencedor com 3 prêmios – incluindo Melhor Longa-Metragem Estrangeiro. O longa da Costa Rica fala sobre os dilemas vividos por uma mulher dentro de sua família. O diretor chileno, Juan Caceres, levou dois prêmios Kikitos para casa – Melhor Diretor e Prêmio do Júri Popular – pelo filme Perro Bomba, que conta a história de imigrantes haitianos no Chile. O longa uruguaio En El Pozo, de Bernardo e Rafael Antonaccio, que aborda o tema da violência de gênero, também foi bastante lembrado.

Marcélia Cartaxo e Allan Deberton recebem o prêmio por “Pacarrete”

Veja a lista completa abaixo:

1º) LONGAS BRASILEIROS

MELHOR FILME:
Pacarrete – Allan Deberton

MELHOR DIREÇÃO:
Pacarrete – Allan Deberton

MELHOR ATOR:
O Homem Cordial – Paulo Miklos

MELHOR ATRIZ:
Pacarrete – Marcélia Cartaxo

MELHOR ROTEIRO:
Pacarrete – Allan Deberton, André Araújo, Natália Maia e Samuel Brasileiro

MELHOR FOTOGRAFIA:
Raia 4 – Edu Rabin

MELHOR MONTAGEM:
Hebe: A Estrela do Brasil – Joana Collier e Fernanda Krumel

MELHOR TRILHA MUSICAL:
O Homem Cordial – Sascha Kratzer

MELHOR DIREÇÃO DE ARTE:
Veneza – Tulé Peake

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE (Empate):
Veneza – Carol Castro
Pacarrete – Soia Lira

MELHOR ATOR COADJUVANTE:
Pacarrete – João Miguel

MELHOR DESENHO DE SOM:
Pacarrete – Rodrigo Ferrante e Cauê Custódio

PRÊMIO ESPECIAL DO JÚRI:
O prêmio foi para “30 Anos Blues”

JÚRI DA CRÍTICA:
Raia 4 – Emiliano Cunha

JÚRI POPULAR:
Pacarrete

2º) LONGAS ESTRANGEIROS

MELHOR FILME:
El Despertar de Las Hormigas – Antonella Sudasassi Furnis

MELHOR DIREÇÃO:
Perro Bomba – Juan Caceres

MELHOR ATOR:
Muralla – Fernando Arze

MELHOR ATRIZ:
La Forma de Las Horas – Julieta Díaz

MELHOR ROTEIRO:
En el Pozo – Bernardo Antonaccio e Rafael Antonaccio

MELHOR FOTOGRAFIA:
En el Pozo – Rafael Antonaccio

PRÊMIO ESPECIAL DO JÚRI:
O prêmio foi para as meninas Isabella Moscoso e Avril Alpizar, do filme “El Despertar de Las Hormigas”, por suas excelentes atuações.

JÚRI DA CRÍTICA:
El Despertar de Las Hormigas – Antonella Sudasassi Furnis

JÚRI POPULAR:
Perro Bomba – Juan Caceres

MENÇÃO HONROSA:
O prêmio foi para a direção de arte de “Dos Fridas” pelo trabalho feito.

3º) LONGAS GAÚCHOS

MELHOR FILME:
Raia 4 – Emiliano Cunha

4º) CURTAS BRASILEIROS

MELHOR FILME:
Apneia – Carol Sakura e Walkir Fernandes

MELHOR DIREÇÃO:
Menino Pássaro – Diogo Leite

MELHOR ATOR:
Marie – Rômulo Braga

MELHOR ATRIZ:
Mulher Que Sou – Cassia Damasceno

MELHOR ROTEIRO:
O Véu de Armani – Renata Diniz

MELHOR FOTOGRAFIA:
A Ética das Hienas – Sebastian Cantillo

MELHOR MONTAGEM:
Invasão Espacial – Daniel Sena e Thiago Foresti

MELHOR TRILHA MUSICAL:
Teoria Sobre Um Planeta Estranho – Carlos Gomes

MELHOR DIREÇÃO DE ARTE:
Sangro – Guto BR

MELHOR DESENHO DE SOM:
Um Tempo Só – Gustavo Soesi

PRÊMIO ESPECIAL DO JÚRI:
O prêmio foi para as atrizes Divina Valéria e Wallie Ruy, em “Marie”, por nos permitirem vivenciar deslocamentos corporais inesperados e por imaginarem um futuro travesti num país que mais mata trans no mundo.

JÚRI DA CRÍTICA:
Marie – Leo Tabosa

JÚRI POPULAR:
Teoria Sobre Um Planeta Estranho – Marco Antônio Pereira

MENÇÃO HONROSA:
O prêmio foi para Amanda Schafe, de “A Pedra”, pela vigorosa interpretação e pelo talento promissor que revela.

PRÊMIO AQUISIÇÃO CANAL BRASIL:
Marie – Leo Tabosa

A 48ª edição do Festival de Gramado será realizada dos dias 14 a 22 de agosto de 2020.

Da mesma forma que os gritos do protesto anterior à cerimônia diziam: pelo cinema, pela cultura, por uma arte livre e sem censura!

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Paulo Victor Costa

Depois que descobriu "The Truman Show" e "Lost", passou a viver de filmes e séries. Também é muito fã dos filmes do Spielberg. Tenta assistir de tudo para poder debater com outras pessoas.