Kevin Feige diz que parceria Disney-Sony não era para sempre

Em entrevista ao site Entertainment Weekly, Kevin Feige, Presidente do Marvel Studios, fez um comentário sobre a briga entre a Disney e a Sony em relação ao Homem-Aranha.

Feige falou que se sente grato e feliz por ter contado aquelas histórias e que sabia que o acordo não era para sempre. “Nós sabíamos que tinha um tempo finito de contrato, contamos a história que queríamos contar e serei sempre grato por isso.”

O ator Tom Holland, que interpretou a versão do Homem-Aranha do MCU, também falou sobre o caso ao EW:

 “Basicamente fizemos cinco filmes. Foram cinco anos incríveis. Foi o melhor momento da minha vida. Quem sabe qual será o futuro. Tudo o que sei é que continuarei a ser o Homem-Aranha e a ter o melhor momento da minha vida. Será tão divertido, não importa como a gente escolha fazer. O futuro do Homem-Aranha será diferente, mas será igualmente maravilhoso e incrível, e encontraremos novas formas de fazer ainda mais divertido.”

Os dois estúdios tinham um contrato acerca do herói, que dizia que 5% do valor arrecadado desde a estreia do filme e o valor do merchandising eram destinados ao Marvel Studios. O restante ficava com a Sony, detentora dos direitos do personagem e de seu universo. Além disso, o estúdio ficaria responsável pela distribuição dos filmes solo. Esse acordo foi realizado em 2015. De acordo com o site Deadline, a Disney propôs que os estúdios começassem a dividir o valor da bilheteria 50/50. Entenda o caso aqui.

Homem-Aranha: Longe de Casa segue em cartaz nos cinemas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Paulo Victor Costa

Depois que descobriu "The Truman Show" e "Lost", passou a viver de filmes e séries. Também é muito fã dos filmes do Spielberg. Tenta assistir de tudo para poder debater com outras pessoas.