Oscar 2020 | Academia elege seu primeiro presidente abertamente gay

Tempos de mudança na Academia de Artes e Ciências Cinematográficas. O diretor de fotografia, John Bailey (77 anos), chegou ao fim de seu mandato e seu sucessor, David Rubin (62 anos), é o primeiro homossexual a assumir esse cargo. Além disso, David também é o primeiro diretor de elenco a chegar à Presidência da Academia.

O novo Presidente já trabalhou em O Paciente Inglês, Homens de Preto, O Casamento do Meu Melhor Amigo, Desventuras em Série e Sharp Objects. Ele também já venceu duas vezes o Emmy: em 2012 por Game Change e em 2017 por Big Little Lies.

Também foram eleitos Mark Johnson (Comitê de Finanças) e Bonnie Arnold (Comitê de Aumento de Sócios e Governança). Os reeleitos foram Lois Burwell (Comitê de Premiação e Eventos), Sid Ganis (Comitê de Museus), Larry Karaszewski (Comitê de Preservação e História) e Nancy Utley (Comitê de Educação e Extensão).

Em entrevista ao site The Hollywood Reporter, Rubin disse que vai trabalhar para continuar as mudanças na Academia em relação à diversidade:

“Na minha posição mais recente como secretário da Academia, minha esfera de operação era filiação e governança, então eu supervisionei e apoiei todos os esforços na Academia, que são muitos e variados. Tenho muito orgulho de nossos registros sobre diversidade no quadro de membros, que é onde a cultura vive. Francamente, apesar de eu estar encantado pelo fato de haver tantas mulheres nos comitês executivos, acho que o foco de todos nós tem sido em diversificar o quadro de membros, e isso pode vir de pessoas de qualquer raça ou etnia.”

Recentemente, foram anunciados 842 nomes, de 59 países, que passarão a integrar a organização. Confira aqui. De acordo com os dados da Academia, das 842 pessoas anunciadas, 50% são mulheres e 29% são pessoas não-brancas. Além disso, 21 foram vencedores do Oscar e 85 já foram indicados.

A próxima cerimônia do Oscar está marcada para o dia 9 de fevereiro de 2020.

Fique por dentro das primeiras apostas para o Oscar 2020.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Paulo Victor Costa

Depois que descobriu "The Truman Show" e "Lost", passou a viver de filmes e séries. Também é muito fã dos filmes do Spielberg. Tenta assistir de tudo para poder debater com outras pessoas.