Bilheteria | ‘O Rei Leão’ segue na liderança; ‘Era Uma Vez em Hollywood’ surpreende e aparece no segundo lugar

O Rei Leão segue na primeira colocação em seu segundo fim de semana em cartaz nos EUA (26 a 28 de julho). No mercado nacional, a versão live action da animação de 1994 faturou US$ 75.5 milhões nesse período, totalizando US$ 350.7 milhões em seu país de origem. Porém, de acordo com o site Box Office, o remake teve uma queda de 60% na sua arrecadação em relação à semana de estreia, algo inesperado.

No mercado estrangeiro, o filme dirigido por Jon Favreau faturou US$ 611.9 milhões. Ao redor do mundo, O Rei Leão arrecadou US$ 962.6 milhões e deve ultrapassar a marca de 1 bilhão de dólares em breve.

O filme retrata uma jornada pela savana africana, onde nasce o futuro rei da Pedra do Reino, Simba. O pequeno leão que idolatra seu pai, o rei Mufasa, é fiel ao seu destino de assumir o reinado. Mas nem todos no reino pensam da mesma maneira. Scar, irmão de Mufasa e ex-herdeiro do trono, tem seus próprios planos. A batalha pela Pedra do Reino é repleta de traição, eventos trágicos e drama, o que acaba resultando no exílio de Simba. Com a ajuda de dois novos e inusitados amigos, Simba terá que crescer e voltar para recuperar o que é seu por direito.

O estrelado elenco do longa tem Donald Glover como Simba, Beyoncé Knowles-Carter como Nala, James Earl Jones como Mufasa, Chiwetel Ejiofor como Scar, Seth Rogen como Pumba e Billy Eichner como Timão.

Confira a nossa crítica de O Rei Leão


Na segunda posição, uma surpresa. O estreante Era Uma Vez em Hollywood, de Quentin Tarantino. Em seu primeiro fim de semana, o filme arrecadou US$ 40.3 milhões, tornando-se a maior abertura do diretor – até então essa posição era ocupada por Bastardos Inglórios, de 2009 (US$ 39 milhões). De acordo com o site Box Office, 54% do público era do sexo masculino e 64% tinha mais de 25 anos de idade.

Em seu nono longa, Tarantino irá utilizar como pano de fundo a Hollywood do final dos anos 60, trazendo toda a ambientação daquela época para as telas, com seu peculiar estilo. Ele abordará a história do assassinato da atriz Sharon Tate, que na época era esposa de Roman Polanski, por uma seita, liderada por Charles Manson. O elenco reúne grandes nomes do cinema. Brad Pitt, interpreta Cliff Booth, Leonardo DiCaprio faz Rick Dalton, Margot Robbie, ficou com o papel de Sharon Tate e Al Pacino será o agente Marvin Schwarz. Estreia no dia 15 de agosto aqui no Brasil.


Caindo para a terceira colocação, Homem-Aranha: Longe de Casa. O filme da Marvel em parceria com a Sony, que está na quarta semana em cartaz, faturou nesse fim de semana US$ 12.2 milhões.

Nos EUA, a sequência já arrecadou US$ 344.4 milhões e, no mercado estrangeiro, US$ 692.4 milhões, totalizando US$ 1.036 bilhão.

Em Longe de Casa, o amigão da vizinhança decide se unir aos seus melhores amigos para passar férias na Europa. Mas o plano de Peter de abandonar seus feitos heroicos por algumas semanas logo são mudados quando ele concorda em ajudar Nick Fury a solucionar o mistério de ataques de criaturas elementais, criando uma destruição pelo continente.

O filme é dirigido por Jon Watts e tem no elenco Tom HollandJake GyllenhaalZendayaMichael KeatonMarisa TomeiJake BatalonSamuel L. Jackson e Cobie Smulders.

Leia a nossa crítica de Homem-Aranha: Longe de Casa


Em quarto lugar, ficou Toy Story 4, que está na sua sexta semana em cartaz. A animação da Pixar, nesse fim de semana, arrecadou US$ 9.8 milhões. No mercado nacional, possui US$ 395.6 milhões e, no mercado estrangeiro, US$ 522.3 milhões. Ou seja, no total faturou US$ 917.9 milhões na bilheteria.

Toy Story 4 tornou-se o terceiro longa em 2019 a ultrapassar a marca de US$ 100 milhões no primeiro fim de semana. Os outros dois foram, como você já deve imaginar, Capitã Marvel e Vingadores: Ultimato. Além disso, é a quarta maior arrecadação nos EUA, perdendo para Os Incríveis 2 (US$ 608.5 milhões), Procurando Dory (US$ 486.2 milhões) e Toy Story 3 (US$ 415 milhões).

Leia a nossa crítica de Toy Story 4


O quinto colocado foi Predadores Assassinos, de Alexandre Aja. O terror, produzido por Sam Raimi, arrecadou US$ 4 milhões nos EUA, em sua terceira semana em cartaz. No território estadunidense, possui US$ 31.4 milhões. No mercado estrangeiro, já faturou US$ 14.4 milhões. No total, tem US$ 45.8 milhões na bilheteria.

O longa conta a história de Haley (Kaya Scodelario), que se recusa a sair de casa, após o Estado da Flórida começar a ser atingida por uma série de tsunamis, por causa do pai que está gravemente ferido. No entanto, conforme o nível da água vai subindo, crocodilos gigantes começam a aparecer. Estreia aqui no Brasil no dia 26 de setembro.


Yesterday, de Danny Boyle, ficou em sexto lugar. O filme faturou US$ 3 milhões em seu quinto fim de semana. Nos EUA, já arrecadou US$ 63.3 milhões e, no mercado estrangeiro, US$ 46.3 milhões. Ao redor do mundo, tem US$ 109.6 milhões.

Yesterday conta a história de um cantor e compositor (interpretado por Himesh Patel) que sofre um acidente e acorda numa realidade na qual só ele se lembra dos Beatles. A partir disso, ele passa a fazer bastante sucesso com as músicas da banda. Estreia aqui no Brasil no dia 29 de agosto.


O sétimo colocado foi  Aladdin. O longa, dirigido Guy Ritchie, conseguiu US$ 2.7 milhões em seu décimo fim de semana em cartaz. Nos EUA, a versão live action da animação de 1992 faturou US$ 345.9 milhões e, no mercado estrangeiro, US$ 663.8 milhões. Ou seja, US$ 1.009 bilhão na bilheteria mundial.

O filme é o 40º a se juntar a lista dos bilionários. Além disso, é o terceiro filme da Disney a ultrapassar essa marca em 2019, junto de Capitã Marvel e Vingadores: Ultimato, que recentemente se tornou a maior bilheteria do cinema, deixando Avatar para trás.

Leia a nossa crítica de Aladdin


Em oitavo lugar ficou Stuber, comédia estrelada por Kumail Nanjiani e Dave Bautista, que está em sua terceira semana em cartaz. Arrecadou US$ 1.6 milhão nesse fim de semana e já arrecadou US$ 20.1 milhões nos EUA. No mercado estrangeiro, faturou apenas US$ 5.2 milhões.

O filme conta a história de Stu (Nanjiani), um motorista de Uber, que ajuda um policial (Bautista), a investigar um assassinato. Estreia aqui no Brasil no dia 7 de novembro.


O penúltimo colocado foi Annabelle: De Volta Para Casa. O filme de terror, dirigido por Gary Dauberman e produzido por James Wan, arrecadou US$ 1.56 milhão em seu quinto fim de semana em cartaz. Nos EUA, o longa já faturou US$ 69.7 milhões, no mercado internacional, US$ 137.7 milhões. Ou seja, tem no total US$ 207.4 milhões.

Determinados a impedir que Annabelle crie ainda mais caos, os demonólogos Ed e Lorraine Warren trazem a boneca possuída à sala de artefatos que fica trancada em sua casa, isolada em um local “seguro”, protegida por um vidro sagrado e com a benção de um padre. Porém, o que os espera é uma noite de horror, à medida que Annabelle desperta os espíritos malignos na sala, que voltam suas atenções a um novo alvo – a filha de 10 anos dos Warrens, Judy, e suas amigas.

O filme é estrelado por McKenna Grace (A Maldição da Residência Hill) e Katie Sarife(Supernatural); Patrick Wilson e Vera Farmiga reprisam seus papéis como Ed e Lorraine Warren.

Leia a nossa crítica de Annabelle: De Volta Para Casa.


Fechando a lista, a comédia The Farewell, de Lulu Wang. O longa, que está na sua terceira semana em cartaz, arrecadou nesse período avaliado US$ 1.55 milhão. Nos EUA, já faturou US$ 3.6 milhões. O longa foi produzido pela A24 e foi exibido no Festival de Sundance desse ano.

Estrelado por Awkwafina (Podres de Ricos), o filme conta a história de uma família que se reúne ao descobrir que sua avó está prestes a falecer. No entanto, ninguém conta para ela.

Leia mais:

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Paulo Victor Costa

Depois que descobriu "The Truman Show" e "Lost", passou a viver de filmes e séries. Também é muito fã dos filmes do Spielberg. Tenta assistir de tudo para poder debater com outras pessoas.