‘Toy Story 4’ permanece na liderança da bilheteria nos EUA; ‘Vingadores: Ultimato’ volta a crescer

Mais uma semana que os bonecos lideram as bilheterias no fim de semana nos EUA. O período avaliado foi de sexta-feira (28/06) a domingo (30/06)

Toy Story 4 permaneceu na primeira posição das bilheterias nos EUA. A animação da Pixar está na sua segunda semana em cartaz. Nesse fim de semana, o longa arrecadou US$ 57.9 milhões. No mercado nacional, possui US$ 236.9 milhões e, no mercado estrangeiro, US$ 123.6 milhões. Ou seja, no total faturou US$ 360.5 milhões na bilheteria.

A animação estreou faturando US$ 118 milhões no mercado nacional e US$ 120 milhões no mercado internacional. O resultado foi o melhor da franquia, conseguindo superar o seu antecessor, que faturou US$ 110.3 milhões em sua estreia.

Além disso, o filme da Disney tornou-se a quarta maior abertura de uma animação, perdendo para Os Incríveis 2 (US$ 182.6 milhões), Procurando Dory (US$ 135 milhões) e Shrek Terceiro (US$ 121.6 milhões). Outra curiosidade sobre o estreante é que ele tornou-se o terceiro longa em 2019 a ultrapassar a marca de US$ 100 milhões no primeiro fim de semana. Os outros dois foram, como você já deve imaginar, Capitã Marvel e Vingadores: Ultimato.

Leia a nossa crítica.

Em segundo lugar, ficou o estreante Annabelle: De Volta para Casa. O filme de terror, dirigido por Gary Dauberman e produzido por James Wan, arrecadou US$ 31.4 milhões nos EUA e US$ 21.1 milhões no mercado internacional, totalizando US$ 52.3 milhões na bilheteria.

Determinados a impedir que Annabelle crie ainda mais caos, os demonólogos Ed e Lorraine Warren trazem a boneca possuída à sala de artefatos que fica trancada em sua casa, isolada em um local “seguro”, protegida por um vidro sagrado e com a benção de um padre. Porém, o que os espera é uma noite de horror, à medida que Annabelle desperta os espíritos malignos na sala, que voltam suas atenções a um novo alvo – a filha de 10 anos dos Warrens, Judy, e suas amigas.

O filme é estrelado por McKenna Grace (A Maldição da Residência Hill) e Katie Sarife (Supernatural); Patrick Wilson e Vera Farmiga reprisam seus papéis como Ed e Lorraine Warren.

O terceiro colocado foi o também estreante Yesterday, de Danny Boyle. O filme faturou US$ 17 milhões em seu primeiro fim de semana. Fora dos EUA, a arrecadação foi de US$ 7.7 milhões. Ou seja, por enquanto tem US$ 24.7 milhões na bilheteria total.

Yesterday conta a história de um cantor e compositor (interpretado por Himesh Patel) que sofre um acidente e acorda numa realidade na qual só ele se lembra dos Beatles. A partir disso, ele passa a fazer bastante sucesso com as músicas da banda. Estreia aqui no Brasil no dia 29 de agosto.

O quarto colocado foi Aladdin. O longa, dirigido Guy Ritchie, conseguiu US$ 9.3 milhões em seu sexto fim de semana em cartaz. Nos EUA, a versão live action da animação de 1992 faturou US$ 305.8 milhões e, no mercado estrangeiro, US$ 586.3 milhões. Ou seja, US$ 874.1 milhões na bilheteria mundial.

Leia a nossa crítica.

Fechando o Top 5, Pets: A Vida Secreta dos Bichos 2. A animação, que está na quarta semana em cartaz, arrecadou US$ 7 milhões. Nos EUA, já faturou US$ 131.2 milhões e, no mercado internacional, US$ 91.8 milhões. Ou seja, já tem US$ 223 milhões no total.

O filme conta a história do cão Max e seus amigos que fazem a festa quando os seus donos saem de casa. Patton OswaltKevin HartHarrison FordEric StonestreetTiffany HaddishEllie Kemper, entre outros dão vozes aos personagens.

Em sexto lugar ficou MIB: Internacional, que está em seu terceiro fim de semana em cartaz. O longa, estrelado por Chris Hemsworth e Tessa Thompson, faturou US$ 6.5 milhões nesse fim de semana.

Nos EUA, o longa já faturou US$ 65 milhões. No mercado internacional, US$ 154 milhões. Ou seja, tem no total US$ 219 milhões.

O reboot, dirigido por  F. Gary Gray, continua apresentando as missões dos Homens de Preto no combate aos diferentes seres que vêm de fora do planeta Terra.

Leia a nossa crítica.

A sétima posição ficou com Vingadores: Ultimato, que está na sua décima semana em cartaz. O 22º filme do MCU faturou US$ 5.5 milhões nesse fim de semana com o lançamento de uma versão estendida, anunciada pelo Presidente do Marvel Studios, Kevin Feige. Atualmente, tem US$ 841.3 milhões. No mercado externo, arrecadou US$ 1.9 bilhão. Ou seja, a bilheteria total é de US$ 2.761 bilhões. Aos poucos, o grupo de heróis mais poderosos da Terra vai se aproximando do líder Avatar (US$ 2.787 bilhões), de James Cameron.

Leia a nossa crítica.

O oitavo lugar ficou com Brinquedo Assassino, que está em sua segunda semana em cartaz. O filme de terror faturou US$ 4.2 milhões nos EUA nesse fim de semana. No total, já arrecadou US$ 23.4 milhões.

O filme é um reboot da história de 1988. Dessa vez, ele será dirigido por Lars Klevberg (Morte Instantânea), e conta com a produção de Seth Grahame-Smith e David Katzenberg (It: A Coisa). O roteiro é assinado por Tyler Burton Smith (Kung Fury 2). Brinquedo Assassino estreia aqui no Brasil em 22 de agosto.

Em nono lugar, ficou Rocketman, que está em sua quinta semana em cartaz. O filme, dirigido por Dexter Fletcher, mostra a fantástica jornada de transformação do tímido garoto e pianista prodígio Reginald Dwight no superstar internacional Elton John (interpretado por Taron Egerton), uma das figuras mais icônicas da cultura pop.

O longa arrecadou US$ 3.8 milhões nesse fim de semana nos EUA. No mercado nacional, já conquistou US$ 84.1 milhões. No mercado estrangeiro, US$ 81.4 milhões. Ou seja, no total tem US$ 165.5 milhões.
Fechando o Top 10, John Wick 3: Parabellum, que está em sua sétima semana em cartaz. O longa, dirigido por Chad Stahelski e estrelado por Keanu Reeves, conquistou nesse fim de semana um valor de US$ 3.1 milhões. Nos EUA, o terceiro filme da franquia já arrecadou US$ 161.3 milhões e, no mercado externo, US$ 142.3 milhões. O total mundial é US$ 303.6 milhões.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Paulo Victor Costa

Depois que descobriu "The Truman Show" e "Lost", passou a viver de filmes e séries. Também é muito fã dos filmes do Spielberg. Tenta assistir de tudo para poder debater com outras pessoas.