Marvel está aguardando o “momento certo” para apresentar seu primeiro super-herói gay, diz produtor

Valquíria, Carol Danvers, Os Eternos… Há uma discussão recorrente sobre quando e como a Marvel vai introduzir em seu universo um super-herói ou super-heroína gay. Este é um assunto que ainda divide opiniões, muitas vezes pelos motivos errados. Por isso, há um cuidado para que não seja gratuito e inorgânico parece bastante plausível.

Em entrevista ao Comic Book Movie, o produtor executivo Jonathan Schwartz falou sobre o assunto, e ressaltou que a prioridade do estúdio é acertar em cheio na escolha:

“Você sabe, eu acho que o importante sobre encontrar o primeiro super-herói abertamente gay do MCU é garantir que ele seja feito de uma maneira que honre o personagem e seja totalmente orgânico. Nós falamos no passado sobre personagens que poderiam ser esse personagem porque nós sabemos o quanto essa representação é importante para a comunidade e a resposta foi realmente que ela tem que ser o personagem certo e tem que ser o momento certo.Não podemos tomar uma medida e não podemos estragar tudo. Eu acho que todo mundo quer e todo mundo quer que seja feito da maneira certa “.

A fala do produtor é importante pois essa inclusão não se dará de forma gratuita, apenas para que o estúdio esteja bem com sua audiência da forma mais ampla possível. É preciso que a representatividade ande lado a lado com a importância do personagem, como nos casos do Pantera Negra e da Capitã Marvel.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Léo Barreto

Carioca, apreciador de filmes e séries em tempo integral, quando o Bernardo (filho dele) deixa. Iniciou sua admiração pela sétima arte com os clássicos da sessão da tarde e se apaixonou pelo mundo das séries quando o Voo 815, da Oceanic, caiu misteriosamente em algum lugar no meio do nada...