Primeiras Impressões | O Mundo Sombrio de Sabrina: Parte 2 se mostra muito mais forte que a primeira

Sabrina Spellman está de volta! Há apenas 4 meses atrás (e alguns dias, para ser mais exato) revisitamos o universo da bruxinha no bom especial de Natal que, por mais que tenha pouco acrescentado a trama principal, nos fez ter um sombrio quentinho no coração muito bem-vindo. E agora, sem nem termos tanto tempo novamente para sentir a falta de Sabrina, a Netflix nos presenteia com a segunda parte da primeira temporada da série.

Tivemos a oportunidade de conferir os 5 primeiros episódios dessa segunda leva em primeira mão e, logo adiantamos, O Mundo Sombrio de Sabrina não perdeu em nada da sua qualidade. Muito pelo contrário, apenas elevou.

Após assinar o Livro da Besta no final da primeira parte, Sabrina (Kiernan Shipka) agora está completamente devota ao seu lado bruxo. Com isso, ela deixa o mundo dos humanos um pouco de lado para tentar criar seu espaço dentro da Academia de Artes Ocultas. Lá dentro, ela começará a ter um olhar muito mais crítico e avantajado sobre como as coisas realmente funcionam, e tentará mudar – do seu jeito, claro – o sistema machista e retrógrado que a Academia possui. Sistema esse controlado por Padre Blackwood (interpretado brilhantemente por Richard Coyle), obviamente.

É interessante notar o quanto a série melhorou o ritmo dos episódios. Enquanto, para alguns, a primeira parte possuía um andamento um pouco mais lento deixando a grande duração dos episódios ser bastante sentida, essa segunda parte conserta esse problema, e consegue distribuir de uma forma muito mais fluída os acontecimentos da história.

Isso se dá à grande melhora no desenvolvimento da trama. Os roteiristas deixaram de lado a ideia de ter várias tramas paralelas por episódio que, no fim, não acabam acrescentando em muita coisa, e deram espaço para a trama principal se desenvolver. Não parece que estamos vendo algum tipo de enrolação para que a série tenha um certo número de episódios pré-determinados.

Essa melhora no desenvolvimento da trama também se dá pelo menor foco dado ao mundo dos humanos. Os amigos da escola humana de Sabrina perdem espaço aqui, e o pouco que aparecem é somente para mostrar algo que irá afetar diretamente o emocional da protagonista. A única personagem que acaba não se encaixando nisso é Susie (Lachlan Watson), que cresce bastante nessa segunda parte. Sua história, por mais que tenha pouco tempo de tela, é relevante e dá visibilidade a um assunto que merece ser mais discutido.

Ocasionalmente, pelo mundo dos humanos ter perdido foco, o mundo bruxo ganha mais desenvolvimento e é onde se passa a maior parte da história. E, devo dizer, a série ganha bastante com isso, pois os melhores arcos da primeira parte foram os passados neste lado da vida de Sabrina.

A jovem amadurece bastante, e seu lado justiceiro e quebrador de regras acaba ficando ainda mais acentuado. No bom sentido, claro. Ela se torna muito mais segura de si e se deixa crescer, no lado humano de qualquer bruxo ou até mesmo mortal. A série discute bastante a vida jovem, virgindade, e outros assuntos ligados ao amadurecimento.

Em meio de tudo isso está Nick (Gavin Leatherwood). Personagem mal aproveitado anteriormente, e que agora está tendo a atenção que merece. Seu relacionamento com Sabrina é um dos grandes focos, e que faz a protagonista vivenciar algo bastante diferente do que vivenciava com Harvey (Ross Lynch), por exemplo. É um bom acréscimo a série.

Entretanto, as “Irmãs Estranhas”, grande destaque da primeira parte, parecem ficar um pouco de lado por agora. A única a ter um tempo maior de tela é Prudence (Tati Gabrielle). Porém, não parece ter mostrado ainda o seu melhor. É de se esperar que nos episódios seguintes ela tenha mais espaço para brilhar. Prudence é uma personagem interessante e cativante demais para ser deixada de lado.

Nesse primeiro momento, a segunda parte de O Mundo Sombrio de Sabrina se mostra muito mais forte que a primeira. A série parece ter reconhecido seus defeitos, e trabalhado melhor neles para que não se repitam aqui. Agora só nos resta esperar pela finalização da primeira temporada e descobrir para onde a trama irá nos levar. Afinal, o Senhor das Trevas finalmente dá as caras com mais frequência, e sua presença promete virar a vida de Sabrina de cabeça para baixo.

O Mundo Sombrio de Sabrina retorna com seus novos episódios no dia 5 de abril na Netflix.

O MUNDO SOMBRIO DE SABRINA - PRIMEIRAS IMPRESSÕES

RESUMO:

O Mundo Sombrio de Sabrina retorna reconhecendo seus erros, e dando maior foco ao que sempre foi o mais interessante da série. Com episódios mais fluídos e menos cansativos, a segunda parte da primeira temporada se mostra bastante superior ao que foi visto anteriormente.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Gabriel Granja

Jornalista apaixonado pela sétima arte. Acredita que o cinema tem o poder de mudar pensamentos, pessoas e o mundo. Encontra nos filmes e séries um refúgio para o caos da vida cotidiana.