Cinema | Filmes em cartaz: estreias da semana – 28 de março

Confira abaixo as estreias da semana e os filmes que entram em cartaz em 28 de março, nos cinemas brasileiros:

A REBELIÃO

Em um bairro de Chicago, quase uma década após uma invasão alienígena no planeta Terra, acompanhamos como é a vida das pessoas nos dois lados do conflito, o dos colaboradores e o dos dissidentes.

Direção: Rupert Wyatt. 14 anos.


ANTÓNIO UM DOIS TRÊS

Lisboa, Portugal. António foge de casa e bate na porta de sua ex-namorada em busca de ajuda. Débora tem poucas horas em Lisboa antes voltar finalmente ao Brasil. Johnny se prepara para dirigir sua primeira peça de teatro quando seus verdadeiros problemas vêm à tona. Três dimensões da mesma história.

Direção: Leonardo Mouramateus. 14 anos.


DUMBO

O dono do circo Max Medici (Danny DeVito) convoca a ex-estrela Holt Farrier (Colin Farrell) e seus filhos Milly (Nico Parker) e Joe (Finley Hobbins) para cuidar de um elefante recém-nascido cujas orelhas enormes fazem dele motivo de piada em um circo que já está passando por dificuldades. Mas quando eles descobrem que Dumbo pode voar, o circo dá a volta por cima. Isso atrai o persuasivo empreendedor V.A. Vandevere (Michael Keaton), que recruta o peculiar animal para seu mais novo e gigantesco empreendimento de entretenimento, a Dreamland. Dumbo então alcança outros patamares ao lado de uma encantadora e incrível trapezista, Colette Marchant (Eva Green), até que Holt descobre que sob todo aquele glamour, Dreamland esconde vários segredos obscuros.

Direção: Tim Burton. 10 anos.


ELEGIA DE UM CRIME

Uberlândia, Minas Gerais, 24 de fevereiro de 2011. Isabel Burlan da Silva, mãe do diretor, é assassinada pelo parceiro. “Elegia de um crime” encerra a “Trilogia do luto”, que aborda a trágica história da família. Diante da impunidade, o filme mergulha numa viagem vertiginosa para reconstruir a imagem e a vida de Isabel.

Direção: Cristiano Burlan. 14 anos.


GLORIA BELL

Gloria (Julianne Moore) é uma divorciada de espírito livre que passa os dias trabalhando em um escritório tradicional e conservador e que, à noite, se solta, dançando nas muitas discotecas de Los Angeles.  Quando conhece Arnold (John Turturro) numa dessas noites, ela acaba envolvida num inesperado novo amor, com todas as alegrias do começo de um romance e as complicações dos encontros, de identidades e famílias.

Direção: Sebastián Lelio. 16 anos.


HAPPY HOUR – VERDADES E CONSEQUÊNCIAS

Horácio é um argentino que mora no Brasil há 15 anos com sua esposa Vera. Sua vida muda radicalmente quando por acidente, ele vira um herói instantâneo. Com essa reviravolta, ele decide dar voz aos seus desejos e propõem à Vera um relacionamento aberto. Enquanto Horácio lida com a fama repentina, Vera pensa na separação, mas sua candidatura à prefeitura a faz reavaliar: para ela nunca foi tão importante continuar casada com Horácio.

Direção: Eduardo Albergaria. 14 anos.


MINHA OBRA-PRIMA

​Arturo é um marchand de arte encantador e sofisticado, ainda que meio inescrupuloso. Tem sua própria galeria de arte no centro de Buenos Aires, cidade que o fascina. Renzo é um artista plástico melancólico, um pouco selvagem, e que está em franca decadência. Detesta qualquer contato social e vive quase na pobreza. Ainda que o marchand e o pintor sejam unidos por uma velha amizade, não concordam em quase nada. Seus universos e ideias são opostos, o que gera tensão e briga entre eles. No entanto, eles seguem grande amigos, apesar das diferenças. Esta comédia é sobre essa amizade.

Direção: Gastón Duprat. 14 anos.


UMA VIAGEM INESPERADA

O engenheiro argentino Pablo vive feliz no Rio de Janeiro, ao lado da jovem Lucy. Ele se prepara para um momento importante na sua carreira: a inauguração de uma plataforma de exploração de petróleo. Mas o clima de comemoração dura pouco. Sua ex-mulher telefona para dizer que o filho adolescente do casal, Andrés, está prestes a ser expulso da escola. Pablo, então, deixa o Rio e volta a Buenos Aires, mas o reencontro com o garoto não será fácil.

Direção: Juan José Jusid. 14 anos.


VOX LUX – O PREÇO DA FAMA

Em 1999, a adolescente Celeste (Raffey Cassidy) sobrevive a uma violenta tragédia. Depois de cantar em uma cerimônia de cremação, Celeste se transforma em uma pop star iniciante com a ajuda de sua irmã compositora (Stacy Martin) e um gerente de talentos (Jude Law). A ascensão meteórica de Celeste à fama e a simultânea perda de inocência se encaixa com um ataque terrorista que desestabiliza a nação, elevando a jovem a uma potência e um novo tipo de celebridade: ícone americano, divindade secular, superstar global. Em 2017, a adulta Celeste (Natalie Portman) está se recuperando depois de um incidente escandaloso que descarrilou sua carreira. Em tour com seu sexto álbum, que traz uma coletânea de hinos sci-fi intitulado “Vox Lux “, o pop indomável de boca suja deve superar as lutas pessoais e familiares de Celeste e navegar pela maternidade, loucura e fama inabalável na Era do Terror.

Direção: Brady Corbet. 16 anos.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Jornalista com experiência em redação para Revistas Especializadas e produção de conteúdo para websites, redes sociais e roteiros para vídeos. Tudo com foco em cinema. Apaixonada pela sétima arte!