Spike Lee responde críticas de Donald Trump

O Presidente dos EUA, Donald Trump, fez críticas ao diretor Spike Lee após sua primeira vitória no Oscar por Infiltrado na Klan, na categoria Melhor Roteiro Adaptado. O ex-apresentador do programa O Aprendiz disse que o discurso do diretor/roteirista era racista e que ele foi Presidente que mais cuidou dos afro-americanos. O comentário de Trump foi feito pelo Twitter.

Spike Lee contou em entrevista ao site Entertainment Weekly que não vai deixar Donald distorcer o seu discurso e tentar produzir uma narrativa anti-americana a partir dele. Ele disse: “Bem, ok, você sabe. Eles mudam a narrativa. Eles fizeram a mesma coisa com os jogadores afro-americanos que estavam se ajoelhando, tentando transformá-lo em uma coisa anti-americana, uma coisa anti-patriótica, e uma coisa anti-militar. Mas ninguém está indo para isso.”.

O cineasta, em seu discurso, falou sobre escravidão e alertou as pessoas sobre as eleições de 2020. Spike também pediu para que escolhessem o amor ao invés do ódio e que fizessem a coisa certa.

Não é a primeira vez que o Trump usa o Twitter para atacar alguém que o critica durante uma premiação. A primeira vez foi com a atriz Meryl Streep, depois que ela fez um discurso falando indiretamente sobre as posições do Presidente. No caso, ele a chamou de “uma das atrizes mais superestimadas de Hollywood”.

No entanto, o diretor de Faça a Coisa Certa não está se preocupando com o que sai de Donald Trump. Ele já está indo à Tailândia para se preparar para gravar o seu novo filme Da 5 Bloods, produzido pela Netflix. O longa será estrelado por Chadwick Boseman.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Paulo Victor Costa

Depois que descobriu "The Truman Show" e "Lost", passou a viver de filmes e séries. Também é muito fã dos filmes do Spielberg. Tenta assistir de tudo para poder debater com outras pessoas.