Ben Affleck explica o motivo que o levou a deixar o manto do Batman

Como diria Nelson Rubens, BOMBA! No mês passado, houve a confirmação de que Ben Affleck deixaria de interpretar o Batman no Universo Estendido da DC e, portanto, não estrelaria no próximo filme do herói. O ator foi bem aceito em seu primeiro longa Batman vs. Superman: A Origem da Justiça, numa versão bem mais sombria do personagem. Mas em Liga da Justiça, as coisas mudaram bastante, ao mostrar que o DCEU estava um pouco perdido em relação ao Batman.

Eles tentaram um recomeço e Ben faria parte desse, escrevendo o roteiro e dirigindo um novo filme solo do Batman. Mas isso não teve sequência, pois o ator se demitiu em janeiro de 2017. O diretor Matt Reeves foi chamado para substituí-lo e parece estar indo muito bem. The Batman, inclusive, ganhou a sua data de lançamento.

Dois anos depois, Ben Affleck voltou ao assunto no Jimmy Kimmel Live!. Ele disse: “Você sabe que eu tentei direcionar uma versão dele e trabalhei com um roteirista muito bom, mas meio que não consegui criar uma versão – não consegui descobrir. Então eu achei que era hora de deixar alguém tentar, e eles conseguiram algumas pessoas realmente boas.”

O foco agora na Warner Bros./DC é outro. O plano agora é renovar os seus filmes e, a partir disso, tentar construir um outro universo.

As mudanças que ocorreram com os longas da Mulher Maravilha,de Patty Jenkins, e, recentemente, do Aquaman,de James Wan, provam isso. Outros exemplos são Shazam!, JokerAves de Rapina (e a Fantabulosa Emancipação de Uma Certa Arlequina). Porém, será um recomeço sem Affleck.

O ator será visto em Operação Fronteira, da Netflix, que estreia no dia 13 de março.

Veja o vídeo abaixo:

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Paulo Victor Costa

Depois que descobriu "The Truman Show" e "Lost", passou a viver de filmes e séries. Também é muito fã dos filmes do Spielberg. Tenta assistir de tudo para poder debater com outras pessoas.