Pantera Negra | Michael B. Jordan disse que precisou de terapia após o término das gravações

O ator Michael B. Jordan revelou, durante o podcast SuperSoul Conversations, que precisou de terapia depois do fim das gravações de um dos maiores longas da Marvel, Pantera Negra. Ele interpretou o vilão da história, Erik Killmonger.

Jordan disse que buscou ficar longe de outras pessoas para contribuir no seu trabalho de atuação. “Eu gastei muito tempo sozinho. Eu descobri Erik, sua infância foi muito solitária. Ele não teve muita gente com quem pudesse conversar sobre esse lugar chamado Wakanda que não existia”, disse o ator durante a entrevista com Oprah Winfrey.

Ele também contou que essa atitude o ajudou a se apoiar nos sentimentos de “raiva e dor”. Com isso, o ator teve que buscar ajuda profissional, porque ele encontrou dificuldades em se reconectar com outras pessoas. “Eu me fechei para o amor, eu não queria amor. Eu queria ficar sozinho o máximo que eu pudesse“, completou.

Felizmente, as sessões de terapia o ajudaram bastante. “Sua mente é tão poderosa. A sua mente fará o seu corpo passar por um limite que não teria sido possível antes. Sinceramente, terapia, só conversar com alguém me ajudou bastante. Como um homem, você é muito diminuído por isso…Eu não ligo para isso. Todo mundo precisa se abrir e falar.

Pantera Negra foi um sucesso de crítica e público. Recentemente, recebeu 6 indicações ao Oscar, incluindo Melhor Filme. Além disso, uma sequência, com o retorno de Ryan Coogler, já foi confirmada.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Paulo Victor Costa

Depois que descobriu "The Truman Show" e "Lost", passou a viver de filmes e séries. Também é muito fã dos filmes do Spielberg. Tenta assistir de tudo para poder debater com outras pessoas.