Crítica | ‘Uma Aventura Lego 2’ é uma sequência divertida e empolgante

Cinco anos depois de terem salvo o mundo, em Uma Aventura Lego 2 , Emmet, Lucy e sua turma enfrentam um grupo de alienígenas fofos e coloridos, que são atraídos por qualquer coisa brilhante. Após a cidade Lego se tornar a Apocalipsópolis, tudo deixa de ser incrível. Emmet constrói uma casa brilhante e legal, que acaba levando a um novo ataque. Com isso, Lucy, Batman e outros personagens são capturados.

A animação, escrita por Phil Lord e Christopher Miller (ambos de Homem-Aranha No Aranhaverso), segue a mesma estrutura do seu anterior. É bem parecido. Assim como o primeiro, boa parte do humor é baseada nas piadas que eles fazem consigo e nas referências. E o que não falta aqui são referências, algumas soltas, outras mais fundamentadas. Mad Max: Estrada da Fúria, Liga da Justiça (que tem uma ótima piada envolvendo o Batman), De Volta Para O Futuro, O Senhor dos AnéisEsquadrão Suicida são apenas alguns exemplos. É uma narrativa desenvolvida de uma maneira muito divertida, mas que sofre com certas situações bastante previsíveis e repetitivas.

No entanto, essa sequência cresce em relação ao primeiro, por causa dos temas abordados e da inversão nos papeis principais. É um filme que fala sobre maturidade e crescimento. É um ponto bastante positivo e muito bem trabalhado. As pessoas crescem, mas não é por isso que elas precisam esquecer o seu lado criança, ou a sua imaginação. Quando esses temas se misturam à relação estabelecida desde o primeiro filme, entre imaginação e realidade, o auge da história é atingido. A animação, nesse momento, consegue se aproximar bastante do público, mesmo que de maneira bem simples. Emmet (Chris Pratt) é o personagem que enfrenta essa situação em Uma Aventura Lego 2. E, a partir disso, ele e Lucy (Elizabeth Banks) invertem os seus papeis.

Se no primeiro longa o garoto salvou o mundo do Lego, dessa vez é a garota que faz esse trabalho. O arco dela é muito maior, enquanto que o de Emmet é mais contido de certa forma. Além disso, é interessante analisar o quanto um precisa buscar as principais características do outro para tentarem superar o desafio proposto. Lucy é mais séria, não enxerga tudo de maneira tão incrível como Emmet. Esse, porém, tenta buscar um pouco do seu lado mais sombrio ao longo da história. Outro personagem que continua se destacando é o Batman narcisista (Will Arnett). Ele continua muito engraçado, inclusive já ganhou um ótimo filme solo nesse universo Lego.

É necessário também comentar sobre o excelente trabalho dos dubladores brasileiros nesse filme. Eles pegam piadas que funcionam única e exclusivamente no EUA e conseguem adaptá-las para a cultura brasileira. Ficou muito bom e, certamente, contribui para essa aproximação com o público, principalmente os mais jovens.

Em relação às músicas, esse foi um grande desafio para a sequência. A canção Everything Is Awesome de Uma Aventura Lego fez muito sucesso e foi até indicada ao Oscar de Melhor Canção Original, em 2015. Dessa vez, a canção Essa Música Gruda em Você” não conseguiu superar a primeira, mas chegou ao mesmo nível. Ambas são igualmente irritantes e viciantes. Além disso, aqui vai uma dica: fiquem até o final do primeiro segmento dos créditos finais. É ótimo.

Uma Aventura Lego 2 é uma animação inventiva e divertida e que, portanto, consegue sair ainda mais da caixinha. Consegue discutir temas como maturidade e crescimento, dá mais destaques a determinados personagens e desenvolve muito bem a sua história. É parecido com o seu antecessor no que diz respeito a estrutura e construção da narrativa. Talvez seja hora de começar a se reinventar nessa questão. É um filme que vai entreter as crianças e pode funcionar muito bem com os pais em determinados momentos.

UMA AVENTURA LEGO 2 | THE LEGO MOVIE 2: THE SECOND PART
4

RESUMO:

Uma Aventura Lego 2 é uma animação tão criativa e divertida quanto o primeiro, mas sofre com alguns problemas no roteiro.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Paulo Victor Costa

Depois que descobriu "The Truman Show" e "Lost", passou a viver de filmes e séries. Também é muito fã dos filmes do Spielberg. Tenta assistir de tudo para poder debater com outras pessoas.