Pantera Negra | Discurso final de Killmonger foi alterado na edição do filme

Pantera Negra, dirigido por Ryan Coogler, teve uma grande importância. Foi um dos maiores filmes de 2018 e da Marvel. Tem, inclusive, grandes chances de ser indicado ao Oscar.

Uma grande curiosidade foi revelada pelo editor do longa, Michael Shawver. Em entrevista ao site Cinema Blend, ele disse que originalmente o final do filme seria a cena das Nações Unidas, que está no meio dos créditos finais. No entanto, isso interferiu na cena do discurso do vilão Killmonger, interpretado por Michael B. Jordan, e um trecho de sua fala teve de ser cortada.

O editor disse: “O que nós filmamos originalmente, e que estava no roteiro, era Killmonger dizendo “É lindo, mas o que você vai fazer para todo mundo que não pode ver isso?…”. E era ótimo. Era poderoso, era maravilhoso, mas era problemático por alguns motivos.”.

O primeiro motivo apontado foi que como a história era sobre a jornada de T´Challa (Chadwick Boseman), ele não podia aprender uma lição e o que ele deveria fazer a partir do vilão. Além disso, a cena, que contou com uma linda atuação de Jordan, ficaria muito pesada ou, nas palavras, de Shawver “dolorosa de assistir”.

Outra curiosidade revelada é que a cena final teve como inspiração o filme O Poderoso Chefão Parte 2, de Francis Ford Coppola. Mais especificamente as principais cenas entre Michael (Al Pacino) e Kay (Diane Keaton), na qual ele fala que não é como a família dele. “Basicamente, a primeira vez que você encontra Michael, ele está com Kay e ele está dizendo a ela que ele não é como a família dele. “Não sou eu, Kay. São eles.”. A última cena em que o vemos, ele está dizendo a Kay que ele não é como sua família. Mas então ele anda e a porta se fecha, e você sabe que tudo é diferente. Mas é a mesma conversa…”, diz o entrevistado.

Confira a última cena de Killmonger no filme:

Com isso, Coogler decidiu reescrever o roteiro e fazer a refilmagem de algumas cenas. Foi assim que ele pensou na cena em que T´Challa e Shuri (Letitia Wright) retornam à Okland. Com isso, o filme passa a ideia de que o protagonista entende o que ele precisa fazer em relação à Wakanda. Ele entende o seu papel sozinho, sem a ajuda do vilão. T´Challa aprendeu a sua lição.

Ryan regressou ao seu laboratório e fez um trabalho brilhante escrevendo a cena final em Okland, onde ele vai com Shuri e mostra o Royal Talon Fighter àquelas crianças, e especialmente a uma que se parecia com Killmonger. Basicamente, mostrar a elas isso, comprar todos aqueles prédios, e o programa Wakandan Outreach, funcionou em espírito o que Killmonger tinha dito originalmente…. E isso foi feito numa nova cena na qual vemos o que T´Challa fez. E então muito, muito no final, a última fala é aquela criança olhando para ele e dizendo: “Quem é você?”. E esse é o tema do filme, a identidade. Quem é você? E ele não precisa responder, porque já nos respondeu.”, explica o editor.

Incrível como uma fala deletada pode mudar completamente um filme.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Paulo Victor Costa

Depois que descobriu "The Truman Show" e "Lost", passou a viver de filmes e séries. Também é muito fã dos filmes do Spielberg. Tenta assistir de tudo para poder debater com outras pessoas.