Guerra Fria | Pré-indicado pela Polônia ao Oscar estreia em fevereiro no Brasil

Do mesmo diretor vencedor do Oscar de Melhor Filme Estrangeiro com Ida em 2015, Pawel Pawlikowski, Guerra Fria chega aos cinemas dia 7 de fevereiro de 2019. Recentemente, o longa foi exibido na 42ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo (leia a nossa crítica).

O longa foi escolhido pela Polônia para disputar o Oscar em 2019, e recebeu a Palma de Ouro de Melhor Direção em Cannes, conta uma história de amor arrebatador entra um homem e uma mulher que se conhecem no pós-guerra. O filme se passa no contexto da Guerra Fria, nos anos 50, na Polônia, em Berlim, na antiga Iugoslávia e Paris.

Pawlikowski dedicou o filme aos seus pais, cujos nomes são os mesmos dos protagonistas: Wiktor e Zula. Seus pais morreram em 1989, pouco antes da queda do Muro de Berlim. Ao longo de 40 anos de relacionamento, eles viveram entre idas e vindas, sempre um atrás do outro. “Ambos eram pessoas fortes e maravilhosas, mas como casal, um desastre sem fim“, reflete Pawlikowski.

Embora o casal da ficção não se pareça tanto com o real, o diretor passou quase dez anos pensando em como contar a história dos pais. “A vida deles não tinha uma forma dramática óbvia e, embora meus pais e eu continuássemos muito próximos – eu era o único filho deles -, quanto mais eu pensava neles depois que eles iam embora, menos eu os entendia“, revela.

Pawlikowski conta ainda que, apesar da dificuldade de compreensão que tinha sobre a relação dos pais, a história dos pais deixa qualquer outra em segundo plano. “Eles foram os personagens dramáticos mais interessantes que eu conheci”. Para conseguir terminar o roteiro, o diretor resolveu não contar a história deles, mas deixou nos personagens traços bem marcantes. “Incompatibilidade de temperamento, incapacidade ficar juntos e anseio de estar quando estão separados, a dificuldade da vida no exílio, de permanecer em uma cultura diferente, a dificuldade da vida sob um regime totalitário e de se agir decentemente apesar das tentações”, detalha o diretor.

SINOPSE

Guerra Fria é uma história de um amor arrebatadora. Durante a Guerra Fria, entre a Polônia stalinista e a Paris boêmia dos anos 50, um músico amante da liberdade e uma jovem cantora com histórias e temperamentos completamente diferentes vivem um amor impossível.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Léo Barreto

Carioca, apreciador de filmes e séries em tempo integral, quando o Bernardo (filho dele) deixa. Iniciou sua admiração pela sétima arte com os clássicos da sessão da tarde e se apaixonou pelo mundo das séries quando o Voo 815, da Oceanic, caiu misteriosamente em algum lugar no meio do nada...