Mostra de SP 2018 | ‘El Ángel’: o Anjo da Morte

Filme de maior bilheteria do ano na Argentina, seu país de origem, O Anjo segue a história real de Carlitos (Lorenzo Ferro), um adolescente que após se aproximar de Ramón (Chino Darín), acaba iniciando sua vida no crime. Ele recebeu o apelido de “O Anjo da Morte”, tanto por sua aparência, quanto por sua naturalidade ao matar suas vítimas.

Lorenzo Ferro é o ponto forte do filme. O ator incorpora o personagem de forma memorável, e usa de sua aparência completamente a seu favor. Seus cabelos encaracolados nos fazem remeter rapidamente aos cabelos de anjos, casando perfeitamente com o apelido dado pela mídia ao personagem. Em seu primeiro trabalho como ator, ele entrega uma performance hipnotizante e carismática, fazendo o público simpatizar rapidamente com o personagem, mesmo ele tendo as piores das intenções em alguns momentos.

Seu relacionamento com Ramón, entretanto, poderia ter sido melhor explorado. Pelas limitações de ser uma história real, é pressuposto que a relação dos dois tenha ficado apenas na forte tensão sexual que eles possuem. Seria interessante ver essa tensão sexual ser concretizada, pois o filme deixa claro a bissexualidade dos personagens, e ao mesmo tempo não se interessa em concretizar que eles possuíam um sentimento a mais um pelo outro.

El Ángel é um bom filme, com um forte protagonista, uma forte história e excelente fotografia, mas que poderia ter se arriscado um pouco mais para chegar lá. É um trabalho excelente de Lorenzo Ferro que, com certeza, terá uma carreira promissora pela frente. Uma hipnotizante interpretação de um instigante assassino.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Gabriel Granja

Jornalista apaixonado pela sétima arte. Acredita que o cinema tem o poder de mudar pensamentos, pessoas e o mundo. Encontra nos filmes e séries um refúgio para o caos da vida cotidiana.