Mostra de SP 2018 | Teresa Villaverde foge das regras tradicionais em ‘O Termômetro de Galileu’

Em uma abordagem totalmente experimental, O Termômetro de Galileu é um documentário filmado na região do Piemonte, na Itália. Com o foco em Tonino de Bernardi e sua família, Teresa Villaverde, cineasta portuguesa, se hospedou na casa do famoso diretor para expor um pouco do seu cotidiano.

Apesar de abordar Elettra, um dos trabalhos de Tonino como diretor, Teresa prefere captar momentos do dia a dia. Conversas com familiares de diferentes gerações, depoimentos e elogios pessoais tomam posse da maior parte do longa.

Assim, são filmados momentos desde Tonino indo comprar queijo e ovos (com direito às lembranças da vendedora na época do fascismo) até sua esposa, Mariella Navale, ajudando um de seus netos a estudar.

Fugindo das regras estéticas tradicionais, o documentário de Teresa Villaverde segue o rumo de Tonino de Bernardi de fazer cinema. Apesar da longa duração, são contadas histórias que gostaríamos de ouvir em uma tarde de domingo e possui alguns bons momentos.

O Termômetro de Galileu será exibido na 42ª Mostra Internacional de São Paulo.


O TERMÔMETRO DE GALILEU | GALILEO’S THERMOMETER
Portugal, 2018. 105 min.
Direção: Teresa Villaverde
Roteiro: Teresa Villaverde


Quando e onde assistir:

Dia 25/10/18
Instituto Moreira Salles – Paulista  – 20:00 – Sessão: 692 (Quinta)

Dia 26/10/18
Espaço Itaú de Cinema – Frei Caneca 5  – 21:20 – Sessão: 780 (Sexta)

Dia 29/10/18
Espaço Itaú de Cinema – Augusta Anexo 4 – 17:50 – Sessão: 990 (Segunda)

Dia 31/10/18
Circuito Spcine Olido – 19:00 – Sessão: 1155 (Quarta)

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Rafaella Rosado

Jornalista em formação e apaixonada pela sétima arte desde pequena, quando achava que era possível ver todos os filmes do mundo. Acredita que o cinema é uma forma de viajar e conhecer outras realidades sem sair do lugar.