Central do Brasil será exibido na Mostra de SP e Festival do Rio

O clássico nacional Central do Brasil, dirigido por Walter Salles, estará de volta à tela grande em cópia restaurada em 4k, com a primeira exibição no Brasil na 42ª Mostra Internacional de São Paulo.

A sessão, em comemoração aos 20 anos deste clássico nacional, será realizada no dia 30 de outubro, no Espaço Itau de Cinema – Augusta (confira os detalhes aqui), e terá a presença do diretor, da atriz Fernanda Montenegro e do ator Vinícius de Oliveira. O filme também será exibido no Festival do Rio no dia 3 de novembro, na Mostra Clássicos e Cults, e será relançado com uma nova edição em DVD no mês de dezembro.

O longa conquistou mais de 50 prêmios internacionais, entre eles destacam-se: o Urso de Ouro no Festival de Berlim e o Urso de Prata de Melhor Atriz para Fernanda Montenegro; além disso, foi consagrado como Melhor Filme Estrangeiro no BAFTA, em Londres, e no Globo de Ouro, em Los Angeles.

Central do Brasil foi apresentado nesse ano no Festival de Bologna na Itália e foi relançado na França em julho de 2018, já com a nova cópia digital. O clássico também será exibido no Lisbon & Sintra Film Festival , que ocorrerá em Portugal, entre 16 e 25 de novembro de 2018, e no Panorama Coisa de Cinema, que acontece de 14 a 21 de novembro, em Salvador.

O filme também ganhou um site novo (clique aqui), resgatando textos do diretor e críticas publicadas na época do lançamento nos cinemas, em 1998. E ainda, um novo cartaz inspirado na peça utilizada na estreia do longa na França, há duas décadas. Confira:

SINOPSE

Dora (Fernanda Montenegro) escreve cartas na estação Central do Brasil, no Rio de Janeiro, para pessoas analfabetas. Quando volta para casa, relê as cartas com sua amiga Irene (Marilia Pêra) e juntas decidem se elas merecem ou não ser enviadas aos destinatários. Quando uma de suas clientes é atropelada, seu filho Josué (Vinicius de Oliveira), de nove anos, fica perdido na estação. A contragosto, Dora acolhe o menino e o leva aos confins do Nordeste, à procura do pai. Os dois, tão diferentes entre si, se aproximam à medida que viajam país adentro.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Léo Barreto

Carioca, apreciador de filmes e séries em tempo integral, quando o Bernardo (filho dele) deixa. Iniciou sua admiração pela sétima arte com os clássicos da sessão da tarde e se apaixonou pelo mundo das séries quando o Voo 815, da Oceanic, caiu misteriosamente em algum lugar no meio do nada...