Crítica | Simplicidade e bons personagens se destacam em ‘Sierra Burgess é uma Loser’

Com a Netflix e os mais diversos serviços de streaming, não são poucos os títulos que não encontram as telonas e são lançados diretamente para serem assistidos em casa, como por exemplo a ficção científica Aniquilação, o drama O Conto, entre outros. O mais novo lançamento que também segue essa regra, já que é um filme original da Netflix, é a comédia romântica Sierra Burguess é uma Loser.

O filme conta a história de Sierra (Shannon Purser, a Barb de Stranger Things), uma adolescente que não segue os padrões de beleza que são impostos no ensino médio e que após um mal-entendido, precisa da ajuda da garota mais popular do colégio (Kristine Froseth) para conquistar o garoto que gosta, interpretado pelo mais novo queridinho Noah Centineo (Para Todos os Garotos que Já Amei). O filme também conta com R J Cyler (o Ranger azul do último filme dos Power Rangers), Chrissy Meltz ( a Kate de This Is Us) e Lea Thompson (De Volta para o Futuro).

Um dos desafios não só desse filme, mas de todos os filmes que querem retratar jovens atuais, é saber mostrar como o celular é uma parte importante da vida desses jovens. Em Sierra Burgees É Uma Loser, isso não só funciona, como é parte fundamental da trama, já que na maior parte das cenas do casal principal, eles não estão no mesmo local, fazendo todo o diálogo via celular. Todo o elenco, inclusive, faz um bom trabalho não só em retratar esses personagens que de início parecem clichês, e que se tornam mais profundos ao decorrer do filme.

Como a trama é relativamente simples, que basicamente segue o mesmo ritmo de outros filmes do gênero, há um espaço maior para desenvolver os personagens, mostrando pessoas que nem sempre sabem o que estão fazendo, inclusive cometendo tremendos erros.

Aliás, o que mais prende a atenção do expectador é ver como esses personagens tem uma química extremamente forte. Um ótimo trabalho inclusive feito por Shannon Purser, que apesar de repetir o papel de adolescente que não se encaixa em grupos, assim como em Stranger Things, interage bem com o restante do elenco, mostrando as diferentes relações de Sierra com os outros personagens de maneira natural.

Enquanto não há muita notoriedade para a fotografia, que acaba seguindo um caminho mais comum, um dos destaques do filme fica também para a trilha sonora, que não é só composta por músicas famosas, mas também por canções feitas para o próprio filme. E que são ótimas por sinal.

Com trama simples e ótimos personagens, Sierra Burgees é uma Loser é uma boa comédia romântica que mostra que os filmes do gênero voltaram com tudo!

Matheus Ribeiro

Paulista, jornalista em formação, gamer e viciado em filmes e séries. Acredita que boas histórias nos ajudam a conhecer não só a maneira que a sociedade funciona, mas a conhecer a nós mesmos.