O Doutrinador | Filmes ganha novos cartazes criados por renomados quadrinistas brasileiros

Talentosos artistas do quadrinho nacional, reconhecidos no Brasil e internacionalmente, felizes com a visibilidade e a oportunidade de crescimento que a área encontra no novo longa produzido pela Paris Entretenimento, celebram a chegada de O Doutrinador aos cinemas e à TV com a criação de cartazes alternativos.

A inspiração veio do pôster oficial, que destaca o vigilante brasileiro com sua máscara de olhos vermelhos e a frase “a corrupção criou seu maior inimigo”. O filme estreia em 20 de setembro nos cinemas, enquanto a série de TV será exibida pelo canal Space em 2019. Confira:

O artista pernambucano Thony Silas, que já ilustrou HQs da Marvel e DC Comics como “Batman Beyond”, “Liga da Justiça” e “Venom”, fez uma versão em que o anti-herói das HQs criado por Luciano Cunha pode ser visto como uma espécie de “caça-vampiros”, combatendo aqueles que sugam o país.

Já o mineiro Ig Guará Barros, que entre vários trabalhos já desenhou para as HQs da DC Comics “Batman” e “Smallville”, acrescentou um detalhe junto à emblemática máscara do vigilante: sangue escorrendo do Congresso Nacional.

Por sua vez, Marcelo Costa – paranaense radicado em São Paulo que já realizou um projeto especial para o Capitão Feio, personagem da Maurício de Souza Produções, e desenhou para a série cult “Zombie Tramp”, de Dan Mendoza – colocou o Doutrinador no meio da multidão.

A ação entre os artistas foi capitaneada pelo estúdio Chiaroscuro, que administra a carreira de vários dos principais talentos da indústria de quadrinhos e convidou os três para fazer essa homenagem a “O Doutrinador”. A arte do cartaz oficial do filme é de autoria do estúdio Ana França Design, que já criou mais de 100 pôsters para o cinema brasileiro.

SINOPSE

“O Doutrinador” é um anti-herói no melhor estilo dos vigilantes dos quadrinhos. O Doutrinador é Miguel, um agente federal altamente treinado que vive num Brasil cujo governo foi sequestrado por uma quadrilha de políticos e empresários. Uma tragédia pessoal o leva a eleger a corrupção endêmica brasileira como sua maior inimiga. E ele começa a se vingar da elite política brasileira em pleno período de eleições presidenciais, numa cruzada sem volta contra a corrupção.

Léo Barreto

Carioca, apreciador de filmes e séries em tempo integral, quando o Bernardo (filho dele) deixa. Iniciou sua admiração pela sétima arte com os clássicos da sessão da tarde e se apaixonou pelo mundo das séries quando o Voo 815, da Oceanic, caiu misteriosamente em algum lugar no meio do nada...