Vingadores: Guerra Infinita | Primeiras reações ao filme são positivas!

Depois de anos de construção e um marketing extremamente agressivo, Vingadores: Guerra Infinita está finalmente chegando aos cinemas nesta semana (26). Ontem (23), aconteceu a estreia mundial do filme, que foi exibido em Los Angeles e Nova York.

O embargo para a publicação das críticas internacionais (muitos ainda irão assistir ao filme) cairá hoje a tarde. Porém, a proibição para as redes sociais expirou ontem mesmo, às 22:30h, logo depois da estréia de gala que aconteceu em Hollywood.

No Twitter, as primeiras impressões foram dadas por quem esteve na premiere. As reações são em sua maioria positivas, embora não unânimes. Destaque para a grandiosidade do filme, bem como a coragem da Marvel em apostar em contornos dramáticos e a vilania de Thanos. Confira:

“Estou sobrecarregado. O filme é épico e sem comparação. Adorei. Minhas pernas ainda estão tremendo. É uma obra-prima gigantesca da . Tanto para dizer, mas eu vou ficar em silêncio até segunda-feira, de modo a não dar spoilers. Basta dizer que vai ser um longo ano até Vingadores 4.” Kevin Smith, diretor e roteirista.

“Vingadores: Guerra Infinita explodiu minha mente. Eu nunca saí de um filme tão impressionado. Thanos é uma força da natureza. Thor é o melhor…” Nate Brail, Heroic Hollywood.

“Eu gostei de Vingadores: Guerra Infinita mais do que outras pessoas com quem estou falando depois da estréia. É extremamente emocional e muito engraçado, mas alguns podem achar… eu preciso dormir com isso.” Jim Vejvoda, IGN.

“É muita coisa para processar. Eu gostei muito, mas definitivamente é “parte 1.” O final é incrível e vale a pena a viagem, mas há muita coisa em seu tempo de execução. Em geral eu realmente gostei, mas preciso assistir novamente.” Terri Schwartz, IGN.

“A Guerra Infinita é insana. Isso é tudo que eu vou dizer.” Rachel Heine, Nerdist.

“Então, Guerra Infinita leva o universo Marvel para uma órbita totalmente nova.” Daniel Alter, produtor.

“Tão sobrecarregado com o que eu vi em Vingadores: Guerra Infinita, eu ainda estou processando. É um evento épico diferente de tudo que você já viu. Gostaria de seguir o Conselho dos Irmãos Russo sobre ficar offline, porque o filme tem grandes revelações!” Umberto Gonzalez, Heroic Hollywood.

“Tive o prazer de assistir Vingadores: Guerra Infinita. Um dos filmes mais únicos do MCU, tem um distinto sentimento da Marvel/Russos, ao mesmo tempo trazendo uma tonelada de camadas emocionais, esquivando-se de muitos clichês do MCU, e carregado pelo magnífico vilão  Evite as redes sociais até que você assista! Sheraz Farooqi, Comic Book.

Os minutos finais de Vingadores: Guerra Infinita são de parar o coração. Mal posso esperar pelo próximo. A Marvel acertou novamente.

“O Doutor Estranho emerge como um personagem verdadeiramente fascinante. Ele controla multidões… literalmente. Cumberbatch está firme no comando do personagem e oferece a única ação que todos estarão discutindo e debatendo para o próximo ano. Coisas fracas: subtrama envolvendo Visão, cujo conceito eu nunca comprei totalmente e que dirige toda a seção de Wakanda do filme. Todo mundo nessa subtrama se parecem com números, faltando qualquer arco além de ser legal.” Max Evry, Coming Sonn.

“Vingadores: Guerra Infinita é a grande novela do MCU, e isso não é uma coisa ruim. Parece mais uma sequência de Guardiões (Guardiões da Galáxia Vol. 2) e você vai ver o que faz um Titã louco. Vamos ter muito para discutir em breve.” Mike Sorrentino, CNET.

“Emocionalmente, narrativamente, visualmente, Vingadores: Guerra Infinita é um filme muito impressionante de entretenimento e narrativa. De alguma forma, ele me deixou exausto e animado ao mesmo tempo.” Germain Lussier, Gizmodo.

“Apesar de alguns momentos verdadeiramente emocionantes, parece menos do que a soma de suas partes. Um passo definitivo para baixo depois da sequência épica de Guardiões 2/Homem-Aranha/Thor 3/Pantera Negra, mas o que mais eu esperava?” Angie J. Han, Mashable.

“Vingadores: Guerra Infinita é uma versão cinematográfica de um grande crossover de quadrinhos, para melhor (interações divertidas entre personagens) e pior (praticamente todas as travessuras das jóias do infinito).” 

“Acabei de sair da estreia de Vingadores: Guerra Infinita. O filme é incrível, épico e sem comparação. É tudo o que você quer que seja. Homem de ferro e Capitão América se fodem nos primeiros quinze minutos. Os fãs da Marvel vão adorar facilmente este top 5.” Ben Mekler, diretor e roteirista.

“Vingadores: Guerra Infinita é o meu segundo filme favorito da Marvel depois de Pantera Negra. A interação dos super-heróis é hilária e surpreendente em cada vez. A ação é monumental. E há apostas reais desta vez. Kevin Feige não está brincando com esse aqui.” Nigel M. Smith, People.

“Vingadores: Guerra Infinita é muito pesado e manipula a maioria de seus personagens com consideração. É a coisa mais próxima de um filme de Paul Thomas Anderson que você vai encontrar no Universo Cinematográfico da Marvel. Estou abalado!” 

“Compre um ingresso para uma segunda visualização de Vingadores: Guerra Infinita agora. O filme entrega, é enorme, e ninguém em seu cinema vai ser capaz de sentar-se silenciosamente dessa vez. Espere o inesperado.” Jill Pantozi, The Hollywood Reporter.

“Vingadores: Guerra Infinita me destruiu e provavelmente vai te destruir. Mal posso esperar para vê-lo novamente.” Kirsten Acuna, This is Insider.

“Vingadores: Guerra Infinita é basicamente Capitão América: Guerra Civil vezes 20 mais, com exceção de heróis lutando entre si. Eu acho que as pessoas que amavam a luta no aeroporto em guerra civil como eu, vão enlouquecer com esse filme, e as pessoas que estavam entediados ficarão 20 vezes mais entediados aqui.” 

“Wow. Só… Wow! Eu não estava esperando isso! Que filme corajoso! Encantada! Veja isso agora! Não deem spoiler! Não acredito no que acabei de ver!!!!” Jena Busch, Syfy Fangrrls.

“Um dos melhores filmes que já vi. Estou emocionalmente drenado.” 

“Ainda estou processando tudo o que acabamos de ver. Terei que ver Vingadores: Guerra Infinita pelo menos mais duas vezes. Caramba.” Amiyrah Martin, Four Hats & Frugal.

“Há um monte de coisas que explodem cabeças em Vingadores: Guerra Infinita. Emocional, engraçado e sobrevive até o hype.” Aaron Couch, People.

“Vingadores: Guerra Infinita coloca tudo sobre a mesa e apaga. Estressante, cheio de pavor, mais sombrio do que o habitual e ainda engraçado e super divertido. Thanos aterroriza sem piedade. Blockbuster? Sim, mas com apostas emocionais conectadas. Rodrigo Perez, Indiewire.

“Eu vi Vingadores: Guerra Infinita hoje à noite e eu posso dizer que o filme entrega. Há um monte de interações de caráter muito divertido, alguns momentos de ação legais (poderes de Thor, trajes do Homem de Ferro), e alguns momentos emocionais poderosos. A maior parte do humor é ?? Capitão América também é ?” Molly Freeman, Screen Rant.

“Vingadores: Guerra Infinita praticamente me fez rir, gritar ou chorar o tempo todo. Isso nunca cessa. Sentei-me na minha cadeira atordoado quando os créditos rolaram, sem palavras e soluçando.” Joshua Yehl, IGN.

“Vingadores: Guerra Infinita tem grandes momentos. Mas é com certeza a primeira metade de um filme de duas partes e eu fiquei um pouco insatisfeito/frustrado, talvez pelo visual… pelo menos é assim que me sinto agora, três horas depois.” Mike Ryan, UPROXX.

“Wow! A Marvel quebrou todas as regras, colocou os punhos para fora e que tornado! Vingadores: Guerra Infinita foi uma explosão e Thanos apenas destronou Killmonger como o maior dos vilões.” Kristian Harloff, Collider.

“Queixo no chão. Você não está pronto para Vingadores: Guerra Infinita. Tudo que você tem que saber é evitar todos os spoilers! Sério. Vá em saber o mínimo possível. Os Irmãos Russo fizeram o impossível. Wow.” Steven Weintraub, Collider.

“Vingadores: Guerra Infinita é um furacão de carnificina, o público se curva a Julian Roman, Movie Web.

 

Léo Barreto

Carioca, apreciador de filmes e séries em tempo integral, quando o Bernardo (filho dele) deixa. Iniciou sua admiração pela sétima arte com os clássicos da sessão da tarde e se apaixonou pelo mundo das séries quando o Voo 815, da Oceanic, caiu misteriosamente em algum lugar no meio do nada...