Marco Pigossi estreia no cinema como matador de aluguel em ‘O Nome da Morte’

O Nome da Morte, escrito e dirigido por Henrique Goldman (Jean Charles), ganhou cartaz e trailer oficiais. O filme é protagonizado por Marco Pigossi, e reúne no elenco André Mattos, Fabiula Nascimento, Matheus Nachtergaele e Martha Nowill. O longa, que teve sua estreia mundial no Festival do Rio de 2017, tem lançamento nos cinemas marcado para agosto.

Assista ao trailer:

O filme é livremente inspirado no livro homônimo do jornalista Klester Cavalcanti, que conta a história real de Júlio Santana, um matador de aluguel que confessou ter assassinado 492 pessoas. Os crimes foram cometidos ao longo de mais de vinte anos de pistolagem e ele passou apenas uma única noite preso. A maior parte do tempo, Santana escondeu a vida de pistoleiro da mulher e do filho.

Com roteiro assinado por George Moura (Redemoinho, Getúlio e Linha de Passe) e por Goldman, a adaptação cinematográfica revela a ambiguidade da trajetória de Santana, um jovem de uma família pobre e religiosa, que se tornou um matador frio e ao mesmo tempo dedicado e carinhoso com a família.

O Nome da Morte é uma produção da TvZERO, em coprodução com a Globo Filmes e Telecine, patrocinado pela Riofilme, com distribuição da Imagem Filmes. A fotografia assinada por Azul Serra contrapõe a beleza do Parque Nacional do Jalapão e o mundo violento e inquietante da pistolagem em Palmas, Tocantins. A música foi composta pelo britânico Brian Eno.

SINOPSE

Júlio (Marco Pigossi) é um jovem que vive com a família no interior do Brasil. Por lealdade ao tio Cícero (André Mattos) Júlio mata pela primeira vez. Descobre então uma perturbadora vocação que irá se transformar em ofício. Homem carinhoso, Júlio se casa com Maria (Fabiula Nascimento). Religioso é atormentado a cada disparo, mas segue adiante enquanto vive um mergulho num país sem lei, onde cada vida tem seu preço, mas nenhum valor. “O Nome da Morte” é baseado em fatos reais.

O Nome da Morte tem lançamento previsto para 9 de agosto, nos cinemas.

Léo Barreto

Carioca, apreciador de filmes e séries em tempo integral, quando o Bernardo (filho dele) deixa. Iniciou sua admiração pela sétima arte com os clássicos da sessão da tarde e se apaixonou pelo mundo das séries quando o Voo 815, da Oceanic, caiu misteriosamente em algum lugar no meio do nada...