Independent Spirit Awards 2018 | Oscar do cinema independente consagra ‘Corra!’

A corrida do Oscar ganhou mais um importante e último termômetro. Foram anunciados neste sábado (3), em Santa Monica, Califórnia, os vencedores do Independent Spirit Awards 2018, premiação dedicada aos melhores filmes independentes da temporada. O evento é considerado o “Oscar do cinema independente”.

O melhor filme escolhido foi Corra!, de Jordan Peele, que também ficou com o prêmio de melhor diretor. Nas categorias de atuação, o favoritismo ao Oscar de melhor atriz e melhor ator coadjuvante para Frances McDormand e Sam Rockwell só aumentou, por seus papéis em Três Anúncios Para um Crime. Allisson Janney faturou o prêmio de melhor atriz coadjuvante por Eu, Tonya, também agraciado com a melhor edição. O melhor ator escolhido foi Timothée Chalamet, dando a Me Chame Pelo Seu Nome um de seus dois prêmio. O outro foi de melhor fotografia.

Nenhum filme conquistou mais do que dois prêmios. Desta forma, houve uma certa divisão quanto aos vencedores. Greta Gerwig levou o prêmio de melhor roteiro, por Lady Bird. Emily V. Gordon e Kumail Nanjiani, por Doentes de Amor, foram reconhecidos na categoria de melhor roteiro.

Jordan Peele conquistou o prêmio de melhor diretor por “Corra!”

Novamente um vencedor do Oscar?

Nos últimos 4 anos, o vencedor do Independent Spirit Awards é consagrado como o melhor filme no dia seguinte, na premiação do Oscar. Foi assim no ano passado com Moonlight, assim como nos anos anteriores, quando Spotlight (2016), Birdman (2015) e 12 Anos de Escravidão (2014) repetiram o mesmo feito. Será que este ano Corra! irá desbancar favoritos como A Forma da Água e Três Anúncios Para um Crime? É o que veremos amanhã.

Veja abaixo a lista completa dos vencedores do  Independent Spirit Awards 2018:

MELHOR FILME
Corra!, de Jordan Peele
Me Chame Pelo Seu Nome, de Luca Guadagnino
The Florida Project, de Sean Baker
Lady Bird, de Greta Gerwig
The Rider, de Chloé Zhao

MELHOR PRIMEIRO FILME
Ingrid Goes West, de Matt Spicer
Columbus, de Kogonada
Menashe, de Joshua Z. Weinstein
Oh Lucy!, de Atsuko Hirayanagi
Patti Cake$, de Geremy Jasper

PRÊMIO JOHN CASSAVETTES
Life & Nothing More, de Antonio Méndez Esparza
Dayveon, de Amman Abbasi
A Ghost Story, de David Lowery
Most Beautiful Island, de Ana Asensio
The Transfiguration, de Michael O’Shea

MELHOR DOCUMENTÁRIO
Visages, Villages, de JR e Agnès Varda
The Departure, de Lana Wilson
Motherland, de Ramona S. Diaz
Quest, de Jonathan Olshefski
Os Últimos Homens em Aleppo, de Firas Fayyad, Steen Johannessen e Hasan Kattan

MELHOR FILME ESTRANGEIRO
Uma Mulher Fantástica, de Sebastián Lelio (Chile)
120 Batimentos por Minuto, de Robin Campillo (França)
I Am Not a Witch, de Rungano Nyoni (Reino Unido/França/Alemanha)
Lady Macbeth, de William Oldroyd (Reino Unido)
Nelyubov, de Andrey Zvyagintsev (Rússia)

MELHOR DIRETOR
Jordan Peele, por Corra!
Sean Baker, por The Florida Project
Jonas Carpignano, por A Ciambra
Luca Guadagnino, por Me Chame Pelo Seu Nome
Benny Safdie e Josh Safdie, por Bom Comportamento
Chloé Zhao, por The Rider

MELHOR ATOR
Timothée Chalamet, em Me Chame Pelo Seu Nome
Harris Dickinson, em Beach Rats
James Franco, em Artista do Desastre
Daniel Kaluuya, em Corra!
Robert Pattinson, em Bom Comportamento

MELHOR ATRIZ
Frances McDormand, em Três Anúncios Para um Crime
Salma Hayek, em Beatriz at Dinner
Margot Robbie, em I, Tonya
Saoirse Ronan, em Lady Bird
Shinobu Terajima, em Oh Lucy!
Regina Williams, em Life and Nothing More

MELHOR ATOR COADJUVANTE
Sam Rockwell, em Três Anúncios Para um Crime
Nnamdi Asomugha, em Crown Heights
Armie Hammer, em Me Chame Pelo Seu Nome
Barry Keoghan, em O Sacrifício do Cervo Sagrado
Benny Safdie, em Bom Comportamento

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE
Allison Janney, Eu, Tonya
Holly Hunter, em Doentes de Amor
Laurie Metcalf, em Lady Bird
Lois Smith, em Marjorie Prime
Taliah Lennice Webster, em Bom Comportamento

MELHOR ROTEIRO
Greta Gerwig, por Lady Bird
Azazel Jacobs, por The Lovers
Martin McDonagh, por Três Anúncios Para um Crime
Jordan Peele, por Corra!
Mike White, por Beatriz at Dinner

MELHOR PRIMEIRO ROTEIRO
Emily V. Gordon e Kumail Nanjiani, por Doentes de Amor
Kris Avedisian, Kyle Espeleta e Jesse Wakeman, por Donald Cried
Ingrid Jungermann, por Women Who Kill
Kogonada, por Columbus
David Branson Smith e Matt Spicer, por Ingrid Goes West

MELHOR MONTAGEM
Tatiana S. Riegel, por I, Tonya
Ronald Bronstein e Benny Safdie, por Bom Comportamento
Walter Fasano, por Me Chame Pelo Seu Nome
Alex O’Flinn, por The Rider
Gregory Plotkin, por Corra!

MELHOR FOTOGRAFIA
Sayombhu Mukdeeprom, por Me Chame Pelo Seu Nome
Thimios Bakatakis, por O Sacrifício do Cervo Sagrado
Elisha Christian, por Columbus
Hélène Louvart, por Beach Rats
Joshua James Richards, por The Rider

PRÊMIO ROBERT ALTMAN
Mudbound, Dee Rees (diretora), Billy Hopkins e Ashley Ingram (diretores de elenco) e Jonathan Banks, Mary J. Blige, Jason Clarke, Garrett Hedlund, Jason Mitchell, Rob Morgan e Carey Mulligan (elenco)

PRÊMIO BONNIE
So Yong Kim
Lynn Shelton
Chloé Zhao

PRÊMEIO TRUE THAN FICTION
Shevaun Mizrahi, Distant Constellation
Jonathan Olshefski, Quest
Jeff Unay, The Cage Fighter

SOMEONE TO WATCH AWARD
Amman Abbasi, Dayveon
Justin Chon, Gook
Kevin Phillips, Super Dark Times

PIAGET PRODUCERS AWARD
Giulia Caruso e Ki Jin Kim
Ben LeClair
Summer Shelton


Clique aqui e curta a Quarta Parede no Facebook

Léo Barreto

Carioca, apreciador de filmes e séries em tempo integral, quando o Bernardo (filho dele) deixa. Iniciou sua admiração pela sétima arte com os clássicos da sessão da tarde e se apaixonou pelo mundo das séries quando o Voo 815, da Oceanic, caiu misteriosamente em algum lugar no meio do nada...