Cinema | Filmes em cartaz: estreias da semana – 16 de Março

Março tem sido um mês recheado de filmes, em especial blockbusters. Nas duas primeiras semanas do mês, Logan e Kong: A Ilha da Caveira se destacaram nas bilheterias, enquanto outros bons filmes chegaram por aqui, como Silêncio, Um Limite Entre Nós e Fome de Poder. Em 16 de Março, mais 13 filmes entraram em cartaz no Brasil, com destaque para a versão live-action de A Bela e a Fera. Já a comédia Tinha que ser ele traz Bryan Cranston (o Walter White de Breaking Bad) e James Franco como protagonistas. Confira as estreias de filmes da semana:

A BELA E A FERA
Beauty and the Beast, Bill Condon, EUA – 2016
Fantasia/Musical – 129 Min.

Em A Bela e a Fera, a animação da Walt Disney de 1991 ganha uma versão com atores seguindo a mesma história e com os mesmos personagens. Emma Watson interpreta Bela, uma jovem leitora voraz que, para salvar seu pai, aceita se tornar prisioneira de um monstro (Dan Stevens), que na verdade é um príncipe amaldiçoado.

COM OS PUNHOS CERRADOS
Ricardo Pretti, Pedro Diógenes, Luiz Pretti, Brasil – 2017
Drama – 74 Min.

De uma estação clandestina, Eugenio, Joaquim e João invadem a transmissão de rádios tradicionais com poesia, música e provocações. Eles clamam por liberdade e planejam atos subversivos, o que começa a incomodar um poderoso magnata.

ERA O HOTEL CAMBRIDGE
Eliane Caffé, Brasil – 2016
Drama – 99 Min.

Era o Hotel Cambridge conta a trajetória de um grupo de refugiados que divide com os sem-teto, uma ocupação no centro de São Paulo. Na tensão diária pela ameaça de despejo, revelam-se pequenos dramas, alegrias e diferentes visões de mundo dos ocupantes.

ESTOPÔ BALAIO
Cristiano Burlan, Brasil – 2017
Documentário

No Jardim Romano, bairro do extremo leste paulistano que sofre constantemente com enchentes, reside artisticamente o Coletivo Estopô Balaio. Em 2010, o bairro ficou submerso por três meses. Os moradores foram obrigados a reinventar a vida, a criar perspectivas de sobrevivência e de re-existência.

HISTÓRIA ANTES DE UMA HISTÓRIA
Wilson Lazaretti, Brasil – 2017
Animação – 80 Min.

Doutor K é um velho e sábio desenhador de mais ou menos oitenta anos de idade. Ele cria personagens e animação para demonstrar, mesmo sem grande conhecimento, como se pode fazer um desenho animado. Dr. K conta, ainda, com a ajuda das personagens que ele próprio cria para ajudá-lo na sua imensa tarefa de animar o mundo. Nesta sua longa caminhada ele encontra também vários instrumentos, que parecem, à primeira vista, estranhos, mas que o ajudarão a desvendar os grandes mistérios da técnica da animação.

JONAS E O CIRCO SEM LONA
Paula Gomes, Brasil – 2015
Documentário – 83 Min.

Jonas tem 13 anos e seu sonho é manter vivo o circo que ele mesmo criou no quintal de casa. Enquanto luta por isso, Jonas vai atravessar a grande aventura de crescer.

LA VINGANÇA
Fernando Fraiha, Brasil/Argentina – 2016
Comédia – 90 Min.

Após receber a enigmática mensagem “Precisamos conversar”, Caco resolve fazer uma surpresa para sua namorada e vai pedi-la em casamento, mas acaba encontrando ela com um argentino. Vadão o melhor amigo de Caco, arrasta o ex-futuro noivo até a Argentina numa viagem nonsense de busca por vingança. Enquanto Vadão tenta reviver a adolescência com o amigo, Caco segue focado em reconquistar seu amor.

O FILHO DE JOSEPH
Le fils de Joseph, Eugène Green, França/Bélgica – 2016
Drama – 113 Min.

Vincent, um adolescente de 15 anos, foi criado com amor por sua mãe, Marie, mas ela sempre se recusou a revelar quem é seu pai. Ele finalmente descobre que é um certo Oscar Pormenor, um editor parisiense egoísta e cínico. Vincent desenvolve um violento plano de vingança, mas seu encontro com Joseph, um homem que vive à margem da sociedade, tem um profundo impacto em sua vida, assim como na vida de sua mãe.

OS COWBOYS
Les Cowboys, Thomas Bidegain, França – 2015
Drama – 104 Min.

Alain é um dos pilares da comunidade, junto com a esposa e o casal de filhos. Mas sua filha Kelly, de apenas 16 anos, desaparece e ele se lança no mundo sem desistir de procurá-la. Sua vida normal fica para trás e ele leva consigo o filho, que sacrifica sua juventude pela empreitada.

PEDRO OSMAR, PRÁ LIBERDADE QUE SE CONQUISTA
Eduardo Consonni, Rodrigo T. Marques, Brasil – 2017
Documentário – 76 Min.

O filme apresenta a obra e a vida do multiartista em suas muitas facetas: como músico, artista plástico, performer, poeta, militante, educador, cineasta e o homem do dia a dia, desde o início, na década de 1980, quando Pedro Osmar forma o grupo Jaguaribe Carne, ao lado de seu irmão Paulo Ró, até seus projetos mais atuais.

POR UM PUNHADO DE DÓLARES – OS NOVOS EMIGRADOS
Leonardo Dourado, Brasil/Alemanha – 2017
Documentário – 77 Min.

Cerca de 200 milhões de migrantes mandam para casa cerca de 400 bilhões de dólares através de pequenas remessas mensais, após saírem de seus países para tentar outra vida. O documentário acompanha algumas dessas trajetórias de brasileiros que foram para o Japão, mexicanos emigrando para os EUA, um gambiano na Alemanha e histórias de migração que compõem o complexo fluxo de pessoas no mundo.

TINHA QUE SER ELE?
Why Him, John Hamburg, EUA – 2016
Comédia – 111 Min.

Durante as férias, Ned (Bryan Cranston) – um pai superprotetor – e sua família visitam a filha na Universidade de Stanford, onde ele encontra seu maior pesadelo: o bem-intencionado, mas socialmente desajeitado namorado de sua filha, um bilionário do Vale do Silício, Laird (James Franco). O certinho Ned acha que Laird, que não tem absolutamente nenhum filtro, é um par extremamente inadequado para sua filha. A rivalidade e o nível de pânico de Ned se intensificam quando ele se encontra cada vez mais fora de sintonia no glamoroso centro de alta tecnologia, e descobre que Laird está prestes a pedir sua filha em casamento.

E ai, vão assistir o quê? Deixe seu comentário e participe!


Se você gostou dessa publicação, deixe sua opinião, comente e participe. Para acompanhar as publicações do Quarta Parede, siga as redes sociais do blog e receba notificações de novos posts!

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Léo Barreto

Carioca, apreciador de filmes e séries em tempo integral, quando o Bernardo (filho dele) deixa. Iniciou sua admiração pela sétima arte com os clássicos da sessão da tarde e se apaixonou pelo mundo das séries quando o Voo 815, da Oceanic, caiu misteriosamente em algum lugar no meio do nada...