Better Call Saul | Spin-off já alcançou ‘Breaking Bad’ e nós não percebemos?

Uma das características marcantes em Better Call Saul são as cenas do futuro, em que Jimmy McGuill vive escondido em Omaha, trabalhando em uma cafeteria com a identidade de Gene. Acontece que os criadores da série Vince Gilligan e Peter Gould nunca disseram quando as cenas em preto e branco se passam. O que pode indicar que as cenas podem se passar ainda durante o período em que os acontecimentos de Breaking Bad se desenrolam.

Recentemente, Vince Gilligan afirmou que a quarta temporada iria fazer com que as histórias de Breaking Bad e Better Call Saul se juntassem. E na verdade, isso já pode ter acontecido desde a primeira temporada. Em outras palavras, as belas sequências que mostram a nova vida de Saul podem acontecer quando Walter White (Bryan Cranston) ainda estava vivo. No podcast Better Call Saul Insider, o ator Bob Odenkirk, Gilligan e Gould levantaram a possibilidade de que Saul estivesse vivendo com medo de Walter, sob a sombra da incerteza.

No penúltimo episódio de Breaking Bad, “Granite State”, Saul foi para Nebraska e não foi mais visto na série, enquanto Walt passou alguns meses em New Hampshire, antes de retornar a Albuquerque e se vingar dos neonazistas. Porém, as cenas de Saul em Better Call Saul, em Omaha, não se sabe quanto tempo se passou desde sua separação com Walt. Sabemos que Walt morreu no episódio seguinte, Felina, mas definitivamente não temos a certeza de quando as cenas de Gene acontecem em relação ao tempo em que Walt se escondeu. O que explica sua paranoia e pavor, vistos no episódio de estreia da quarta temporada, Smoke.

No podcast, Bob Odenkirk falou se a notícia da morte de Walter White poderia aliviar Jimmy, uma vez que ele parecia extremamente apavorado com o número dos seus documentos: “Falando como um fã, se Walter White morrer… e isso está nos noticiários de alguma forma, eu não sei. Isso pode fazer com que ele pense: “Eu posso sair do esconderijo?”

Bob Odenkirk em Better Call Saul (AMC/Netflix)

Peter Gould explicou que embora Saul esteja levando uma vida bastante diferente, não houve realmente uma definição sobre a linha do tempo dos acontecimentos. “Nós não definimos isso. Não dissemos há quanto tempo Gene esteve em Omaha – disse o co-criador da série, afirmando que esta é “uma questão em aberto”.

“É uma boa pergunta”, disse Vince Gilligan, se referindo ao questionamento. “É uma pergunta que terá que ser respondida em algum momento, como muitas dessas coisas”, disso o criador de Breaking Bad.

Aproveitando a deixa, Gilligan se disse “desesperado” para encontrar uma maneira de inserir Walter White e Jesse Pinkman (Aaron Paul) em Better Call Saul. Ao que tudo indica, Walt poderá aparecer durante o período em que Gene é visto, enquanto Jesse poderá surgir na série durante a transição de Jimmy para Saul.

No início de Granite State, depois que Saul tirou a foto para a sua falsa carteira de motorista do Nebraska (aquela mesma que a enfermeira erra o número), ele diz a Walt – que tentava  convencer o ex-advogado a ajudá-lo – o seguinte: “Se eu tiver sorte, estreia administrando um Cinnabon em Omaha”, segundo o diálogo original. Veja o diálogo abaixo com legendas:

Analisando especificamente a situação de Walt, não seria difícil supor que ele tenha feito uma escala em um Cinnabon na cidade de Omaha, após deixar New Hampshire rumo a Albuquerque. O que pode já ter colocado, desde a primeira temporada, os eventos de Better Call Saul dentro de Breaking Bad!

Os criadores da série e o ator não revelaram dados adicionais. Porém, já temos indícios suficientes de que, definitivamente, o universo das duas séries está mais interligado do que imaginávamos no início.

Léo Barreto

Carioca, apreciador de filmes e séries em tempo integral, quando o Bernardo (filho dele) deixa. Iniciou sua admiração pela sétima arte com os clássicos da sessão da tarde e se apaixonou pelo mundo das séries quando o Voo 815, da Oceanic, caiu misteriosamente em algum lugar no meio do nada...