25 anos de Jurassic Park: a franquia de dinossauros que mudou a história do cinema

Lançado em 1993, Jurassic Park foi um clássico instantâneo. Dirigido por Steven Spielberg, um dos responsáveis por popularizar os blockbusters, o filme encantou toda uma geração e definiu o rumo dos efeitos visuais no cinema. Com uma bilheteria estimada em US$ 1,29 bilhão de dólares, o longa é considerado um dos filmes mais importantes de todos os tempos.

Tudo começou com o livro homônimo de Michael Crichton, lançado em 1990. Spielberg e o estúdio Universal adquiriram os direitos da obra e convidaram o autor para adaptar o roteiro. Muitas alterações foram feitas, visto que a história original é um romance e não possui tantos momentos de ação e aventura, essenciais para a realização de um blockbuster de respeito. O diretor, já famoso por projetos grandiosos como Tubarão (1975), Contatos Imediatos do Terceiro Grau (1977) e E.T, – O Extraterrestre (1982), alcançou mais um êxito.

O filme foi aclamado pela imprensa e chegou a receber três prêmios no Oscar, nas categorias Melhores Efeitos Visuais, Melhor Som e Melhor Edição de Som. Jurassic Park é repleto de cenas memoráveis, com destaque para a perseguição dos Velociraptors em uma cozinha, além de introduzir criaturas até então pouco exploradas no cinema.

Apesar de todo o sucesso, o filme marcou o cinema devido às técnicas utilizadas para realizar os efeitos especiais. Através de robôs animatrônicos, Spielberg conseguiu dar vida aos dinossauros, tornando a experiência visual muito mais realista. A prova disso é que mesmo 25 anos após o lançamento, os efeitos visuais ainda passam credibilidade.

A trilha sonora, composta por John Williams, é emblemática, e o impacto do filme na cultura pop é imensurável. Com uma legião de fãs, o filme ainda deu origem a uma das maiores franquias cinematográficas de todos os tempos. O quinto episódio da saga, Jurassic World: Reino Ameaçado, estreia no próximo dia 22 de junho em todo o Brasil. Com direção de J. A. Bayona (Sete Minutos Depois da Meia-Noite), o longa promete resgatar todo o sentimento de nostalgia e aventura deixado pelo primeiro filme.

O legado deixado por Jurassic Park é um dos maiores de Hollywood, conseguindo reunir ação, aventura e suspense em uma produção impecável e atemporal. O filme, que já nasceu sendo um clássico, figura na lista dos 1001 mais importantes do mundo. Além de popularizar as criaturas pré-históricas, elevou o patamar da sétima arte.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Jurassic Park: O Parque dos Dinossauros
Jurassic Park – 127 Min.
Estreia no Brasil: 25 de junho de 1993
Direção: Steven Spielberg
Roteiro: MIchael Crichton e David Koepp
Elenco: Sam Neill, Laura Dern, Jeff Goldblum, Richard Attenborough, Bob Peck, Martin Ferrero, BD Wong, Joseph Mazello, Ariana Richards, Samuel L. Jackson.

Iron Ferreira

Carioca e Jornalista em formação. Admirador da comunicação e de suas linguagens. Acredita no cinema como ferramenta capaz de transmitir sentimentos, quebrar preconceitos e mudar o mundo.