Crítica | ‘Oito Mulheres e um Segredo’ é um filme de assalto charmoso e divertido

A trilogia Onze Homens e um Segredo (2001, 2004, 2007) foi um verdadeiro sucesso. Estrelada por uma constelação de atores famosos, dentre eles George Clooney e Brad Pitt, os filmes traziam esses ladrões em cenas arriscadas, violentas e cômicas. Oito Mulheres e um Segredo (Ocean’s Eight) é uma sequência também com cenas arriscadas e cômicas, porém, diferente da violência, o time de mulheres traz elegância e frieza ao crime que pretendem cometer.

Dirigido por Gary Ross, o longa conta a história de Debbie Ocean (Sandra Bullock), que ao sair da prisão após cinco anos, decide recrutar uma equipe de mulheres para pôr em prática seu plano de roubar um colar de diamantes no valor de 150 milhões de dólares durante um dos eventos mais chiques do mundo, o Met Gala, em Nova York.

O roteiro assinado por Ross e Olivia Milch é leve e muito divertido. Contar a história de oito mulheres durante uma hora e cinquenta minutos não é uma tarefa fácil, e muitas das personagens tem suas histórias deixadas na superficialidade, mas aprofundar a vida de cada personagem não é a intenção dos roteiristas.

A ação é o ponto forte da trama. Reunir esse time de mulheres com talentos únicos e vê-las cumprindo suas tarefas é incrível. O filme tem um ritmo veloz e dinâmico, prendendo do início ao fim a atenção do espectador, que se interessa pelos plots twists e pelo assalto em si.

Outro ponto forte do filme são as atuações. Sandra Bullock, que também assina como produtora do longa, traz à vida a ladra Debbie. Fria, ambiciosa e com sede de vingança, é lindo ver a atriz interpretando um papel cômico e com pitadas de drama. Uma pegada parecida com Miss Simpatia (2000), mas agora contra a lei, ao invés de a favor.

Cate Blanchett está diva como Lou, o braço direito de Debbie. Com seu jeito despojado, agressivo e suas roupas super estilosas, a atriz tem poucas cenas, comparadas à protagonista, porém brilha quando está na tela.

Anne Hathaway volta a fazer comédia e se destaca! Sua personagem é uma atriz que esbanja futilidade, e Anne interpreta esse tipo se personagem de maneira confortável e hilária, sendo uma das melhores atuações do filme. O elenco também conta com a excêntrica Helena Bonham Carter, Mindy Kaling, Sarah Paulson, Rihanna e Awkwafina. Ou seja, um monte de mulheres maravilhosas e talentosas!

Oito Mulheres e um Segredo cumpre seu dever. Conta bem sua história, proporciona vários momentos cômicos, nos mantém interessados, além de ser um filme que vem pra reforçar a representatividade da mulher na indústria de audiovisual.

 


 

Joel Tavares

Viciado em filmes, séries, teatro e chocolate. Se apaixonou pelo cinema quando era apenas um garotinho e viu Jurrasic Park na telona em inglês. Não entendeu uma palavra, mas os dinossauros eram demais