Marvel tem filmes planejados até a próxima década, diz Bob Iger, CEO da Disney

Ainda sem título, Vingadores 4 chega aos cinemas em maio de 2019, e deve marcar o encerramento da franquia “Vingadores”. Pelo menos isso era previsto até que Vingadores: Guerra Infinita começou a quebrar quase todos os recordes de bilheteria imagináveis ​​em suas primeiras semanas. Recentemente, o filme se tornou o mais rápido na história a atingir a marca de US$ 1 bilhão em bilheteria.

Durante a teleconferência trimestral da Disney com investidores na última terça-feira (8), o CEO da empresa, Bob Iger, disse que as pessoas não devem descartar outro filme com os heróis mais poderosos da Terra depois Vingadores 4.

“Dada a popularidade dos personagens e a popularidade desse filme (Guerra Infinita), eu não acho que as pessoas devem concluir que nunca mais haverá outro filme sobre os Vingadores, disse Iger durante a teleconferência.

O Marvel Studios iniciou seu universo compartilhado, o MCU, em 2008, com Homem de Ferro. De lá para cá, 18 filmes foram lançados, culminando em Vingadores: Guerra Infinita, o grande ápice desse universo.

Após Vingadores 4, o Marvel Studios irá iniciar e mergulhar de cabeça em sua fase cósmica. Heróis como a Capitã Marvel, Adam Warlock e até mesmo o Nova devem ser inseridos nesse contexto, que incluirá também uma nova fase para os Guardiões da Galáxia.

Os Vingadores (2012)

Iger disse que se reuniu com o estúdio para planejar os filmes da Marvel “até a próxima década”. Ele disse estar confiante de que há material mais do que o suficiente para gerar novos filmes, e que há também um plano para outras franquias além de Vingadores. “Há certamente muito mais histórias para contar e muitos mais personagens”, afirmou o CEO.

Se essa década de filmes inclui também os X-Men, Quarteto Fantástico e outros heróis que ainda pertencem a Fox, as possibilidades serão ainda maiores. Fato é que, com Vingadores ou não, para a satisfação dos fãs, os filmes de super-heróis da Marvel estão muito longe de acabar.

Carioca, apreciador de filmes e séries em tempo integral, quando o Bernardo (filho dele) deixa. Iniciou sua admiração pela sétima arte com os clássicos da sessão da tarde e se apaixonou pelo mundo das séries quando o Voo 815, da Oceanic, caiu misteriosamente em algum lugar no meio do nada...