Warner inscreve ‘Blade Runner 2049’, ‘Dunkirk’, ‘Lego Batman’ e ‘Mulher-Maravilha’ no Oscar

A Warner Bros. divulgou através de seu site os filmes que irão concorrer as premiações no Oscar 2018. Produções de diversos gêneros foram submetidas, como Lego Batman: O Filme, Dunkirk e Blade Runner 2049. Mas o que mais causou surpresa foram as 15 categorias em que o estúdio inscreveu o longa Mulher-Maravilha.

Leia: Warner fará campanha para ‘It: A Coisa’ em 14 categorias no Oscar

Confira a lista:

Blade Runner 2049

Melhor Filme
Melhor Diretor (Denis Villeneuve)
Melhor Roteiro Adaptado (Hampton Fancher e Michael Green)
Melhor Ator (Ryan Gosling)
Melhor Ator Coadjuvante (Jared Leto e Harrison Ford)
Melhor Atriz Coadjuvante (Ana de Armas, Robin Wright, Sylvia Hoeks, Mackenzie Davis e Carla Juri)
Melhor Fotografia (Roger Deakins)
Melhor Design de Produção
Melhor Edição
Melhor Figurino
Melhores Efeitos Visuais
Melhor Edição de Som
Melhor Mixagem de Som
Melhor Maquiagem e Cabelo
Melhor Trilha Sonora Original (Hans Zimmer, Benjamin Wallfisch)

Trinta anos após os eventos do primeiro filme, Blade Runner 2049 acompanha um novo blade runner, o policial K (Ryan Gosling), do Departamento de Los Angeles. Após desenterrar um segredo que tem o potencial de mergulhar o que sobrou da sociedade em caos, sua descoberta o leva a uma jornada em busca de Rick Deckard (Harisson Ford), um antigo blade runner da LAPD que está desaparecido há três décadas. Confira a crítica.


Dunkirk

Melhor Filme
Melhor Diretor (Christopher Nolan)
Melhor Roteiro Adaptado (Christopher Nolan)
Melhor Ator Coadjuvante (Kenneth Branagh, Mark Rylance, Cillian Murphy, Tom Hardy, Fionn Whitehead)
Melhor Fotografia (Hoyte Van Hoytema)
Melhor Design de Produção
Melhor Edição
Melhor Figurino
Melhores Efeitos Visuais
Melhor Edição de Som
Melhor Mixagem de Som
Melhor Maquiagem e Cabelo
Melhor Trilha Sonora Original (Hans Zimmer)

Um dos melhores filmes de 2017, Dunkirk se passa durante a Segunda Guerra Mundial, quando centenas de milhares de tropas britânicas e aliadas foram cercadas por forças inimigas. Preso na praia com as costas para o mar e com sua casa quase à vista, eles enfrentam uma situação impossível à medida que o inimigo fecha o cerco. A história se desenrola na terra, no mar e no ar. Quando 400.000 homens não conseguiram chegar em casa, a casa chegou para eles. Confira a crítica.


Lego Batman: O Filme

Melhor Filme de Animação
Melhor Diretor (Chris McKay)
Melhor Roteiro Original
Os Atores (Will Arnett, Zack Galifianakis, Michael Cera, Rosario Dawson, Ralph Fiennes)
Melhor Fotografia (Hoyte Van Hoytema)
Melhor Design de Produção
Melhor Edição
Melhor Edição de Som
Melhor Mixagem de Som
Melhor Trilha Sonora Original
(Lorne Balfe)
Melhor Canção Original (“Who’s The (Bat)Man” e “Friends Are Family”)

Em Lego Batman: O Filme, quando o comissário Gordon se aposenta, quem assume em seu lugar é sua filha Barbara Gordon, que deseja implementar alguns métodos de eficiência de forma que a polícia não seja tão dependente do Batman. O herói, é claro, não gosta da ideia, por mais que sinta uma forte atração por Barbara. Paralelamente, o Coringa elabora um plano contra o Homem-Morcego motivado pelo fato de que ele não o reconhece como seu maior arquinimigo.


Mulher-Maravilha

Melhor Filme
Melhor Diretor (Patty Jenkins)
Melhor Roteiro Adaptado (Allan Heinberg)
Melhor Ariz (Gal Gadot)
Melhor Ator Coadjuvante (Chris Pine, Danny Huston, Ewen Bremner, David Thewlis)
Melhor Atriz Coadjuvante (Robin Wright, Elena Anaya, Connie Nielsen)
Melhor Fotografia (Matthew Jensen)
Melhor Design de Produção
Melhor Edição
Melhor Figurino
Melhores Efeitos Visuais
Melhor Edição de Som
Melhor Mixagem de Som
Melhor Maquiagem e Cabelo
Melhor Trilha Sonora Original (Rupert Gregson-Williams)

O filme conta a origem da Mulher-Maravilha mostra Diana (Gal Gadot), princesa das Amazonas, sendo treinada desde cedo para ser uma guerreira imbatível. Criada em uma paradisíaca ilha afastada de tudo, Diana descobre por um piloto americano acidentado que uma guerra sem precedentes está se espalhando pelo mundo e, certa de que pode parar o conflito, decide deixar seu lar pela primeira vez. Travando uma guerra para acabar com todas guerras, Diana toma ciência do alcance de seus poderes e de sua verdadeira missão. Confira a crítica.


Clique aqui e curta a página Quarta Parede no Facebook.

Carioca, apreciador de filmes e séries em tempo integral, quando o Bernardo (filho dele) deixa. Iniciou sua admiração pela sétima arte com os clássicos da sessão da tarde e se apaixonou pelo mundo das séries quando o Voo 815, da Oceanic, caiu misteriosamente em algum lugar no meio do nada...

Deixe seu comentário: