Tarantino sobre Harvey Weinstein: “fiquei atordoado e desolado”

Amigo pessoal e colaborador de longa data de Harvey Weinstein, Quentin Tarantino quebrou o silêncio sobre as acusações de assédio sexual que cercam o produtor. Através de um tweet da atriz Amber Tamblyn na noite de quinta-feira, o cineasta admitiu ter ficado atordoado com o caso.

“Na última semana, fiquei atordoado e desolado sobre as revelações que surgiram sobre meu amigo por 25 anos, Harvey Weinstein. Preciso de mais alguns dias para processar minhas dores, emoções, raiva e memórias, e então falarei publicamente sobre isso “, diz a declaração.

Tamblyn, que é amiga do diretor e produtor, escreveu em um tweet anterior que ela tinha tido um “longo jantar” com Tarantino na noite anterior, onde ele pediu que ela escrevesse a declaração para ele. Ela também esteve envolvida recentemente em alegações de assédio sexual nas últimas semanas. Ela alegou ter sido assediada pelo ator veterano James Woods, quando tinha apenas 16 anos.

Quentin Tarantino permaneceu em silêncio por vários dias, apesar de conhecer Weinstein há mais de 20 anos. A Weinstein Company produziu todos os filmes de Tarantino, incluindo o cultuado Pulp Fiction, até os mais recentes Os Oito Odiados, Bastardos Inglórios e Django Livre, filme mais lucrativo da empresa até  o momento.


Clique aqui e curta nossa página no Facebook

Carioca, apreciador de filmes e séries em tempo integral, quando o Bernardo (filho dele) deixa. Iniciou sua admiração pela sétima arte com os clássicos da sessão da tarde e se apaixonou pelo mundo das séries quando o Voo 815, da Oceanic, caiu misteriosamente em algum lugar no meio do nada...