Os Defensores | Netflix revela quais séries levam seu público aos heróis da Marvel

A Netflix revelou o seu maior superpoder! Prever o que os espectadores devem assistir, especialmente se é algo que nunca esperariam, é um dos maiores desafios da empresa e também objeto de análise por parte dos mais curiosos. Para se ter uma ideia, para cada um entre oito assinantes que assistem às séries da Marvel, consumir conteúdo baseado em quadrinhos era uma novidade.

Por meio dessa estratégia, foi possível mapear o que os espectadores estão consumindo antes de descobrirem as aventuras de Demolidor, Jessica Jones, Luke Cage e Punho de Ferro. O conteúdo é surpreendentemente diverso e além disso, mais de 80% de todas as séries são descobertas por meio de recomendações da Netflix.

“Na Netflix, sabemos que gêneros são apenas rótulos, e é por isso que trabalhamos arduamente para criar algoritmos que ajudem os assinantes a abandonar noções pré-concebidas e a encontrar histórias que amarão, mesmo em lugares aparentemente improváveis”, disse Todd Yellin, vice-presidente de produto.

Quebrando barreiras

Segundo a Netflix, superar a desconfiança com um determinado gênero não é algo limitado apenas a super-heróis. Um de cada cinco fãs de Stranger Things era novato em terror antes de conhecer o Mundo Invertido. Da mesma forma, um entre sete espectadores de Black Mirror não era familiarizado com ficção científica antes de explorar o lado escuro da tecnologia.

Analisando as séries que esses novatos no gênero mais assistiram antes das quatro produções Marvel, a empresa descobriu padrões interessantes que atuam como uma iniciação à maratona do Universo Marvel.

Anti-heróis e ambiguidade moral levam os espectadores ao Demolidor

Histórias que mostram as complicações da vida aumentam o interesse dos espectadores por Demolidor, assim como o tumulto político de House of Cards e as fragilidades da lealdade familiar em Bloodline. O mesmo acontece com personagens que são ao mesmo tempo justiceiro e vilão, como Walter White e seus feitos empreendedores em Breaking Bad e Dexter Morgan e seu heroísmo homicida em Dexter.

Charlie Cox em “Demolidor (2015)”

Humor afiado, mulheres fortes e crimes sombrios atraem espectadores para Jessica Jones

A sagacidade de Jessica Jones faz com que valha a pena fazer uma maratona para vê-la. Séries com humor inteligente, como Master of None, Friends e John Mulaney: The Comeback Kid atraem espectadores para Jones e também para histórias com personagens femininas fortes, como Orange is the New Black. Por ela ter um passado como detetive, seriados mergulhados em mundos criminais sombrios também chamam atenção, como o arrepio psicológico de Making a Murderer.

Krysten Ritter em “Jessica Jones (2015)”

Mundos perigosos e consequências complexas direcionam os espectadores para Luke Cage

Séries que expõem o lado sombrio da sociedade levam os espectadores a Luke Cage, como a questão da culpa em Amanda Knox e a análise da tecnologia em Black Mirror. Da mesma forma, produções mergulhadas em mundos perigosos, como uma Medellín tomada por cartéis em Narcos e uma Atlanta cheia de zumbis em The Walking Dead, levam os espectadores ao mundo de Cage.

Rosario Dawson e Mike Colter em “Luke Cage (2016)”

Histórias ousadas de amadurecimento levam os espectadores a Punho de Ferro

Personagens que superam adversidades não são o único caminho para uma maratona cômica. Séries ousadas sobre amadurecimento como Love, Shameless e 13 Reasons Why levam os espectadores até Punho de Ferro e sua história de órfão a combatente do crime. A passagem de guerreiro a vitorioso também mexe com espectadores, graças a Ultimate Beastmaster.

 

Finn Jones em “Punho de Ferro (2017)”

Metodologia

A Netflix utilizou como metodologia para decodificar o consumo de seus assinantes os seguintes parâmetros: Assinantes que nunca tinham assistido ao conteúdo marcado como “super-herói” na Netflix antes de ver uma das séries da Marvel; Assinantes que nunca tinham assistido ao conteúdo marcado como “terror” na Netflix antes de ver Stranger Things; Assinantes que nunca tinham assistido ao conteúdo marcado como “ficção científica” na Netflix antes de ver Black Mirror.

A Netflix analisou ainda a reprodução por assinantes que nunca tinham visto conteúdo marcado com “super-herói” antes de assistir a uma de suas séries Marvel para identificar os dez títulos globais mais assistidos antes de cada seriado para quem era novo no gênero. A análise foi realizada em mais de 40 países entre 2015 e 2017.


Clique aqui e curta a nossa página no Facebook.

Carioca, apreciador de filmes e séries em tempo integral, quando o Bernardo (filho dele) deixa. Iniciou sua admiração pela sétima arte com os clássicos da sessão da tarde e se apaixonou pelo mundo das séries quando o Voo 815, da Oceanic, caiu misteriosamente em algum lugar no meio do nada...

Deixe seu comentário: