American Gods | Série estreia hoje nos EUA e chega amanhã ao Brasil pelo Amazon Prime Video

Uma das estreias  mais aguardadas de 2017, American Gods estreia hoje no canal norte-americano Starz. A série criada por Bryan Fuller e Michael Green é uma adaptação do romance homônimo de Neil Gaiman, que também é produtor executivo da atração. Misturando elementos de fantasia, mitologia antiga e moderna, a obra tem como protagonista o misterioso Shadow.

A série também será focada em Shadow Moon (Ricky Whittle), um homem que cumpre três anos de prisão. Faltando poucos dias até o fim de sua sentença, Shadow acaba sendo liberado inesperadamente depois que sua amada esposa, Laura (Emily Browning), é morta. Posteriormente, Shadow encontra-se ao lado de um homem chamado Wednesday (Ian McShane), que lhe oferece um emprego. Em primeira instância, Wednesday parece ser nada mais que um trapaceiro que precisa de Shadow como guarda-costas. Wednesday está trilhando seu caminho pelos EUA, reunindo todos os velhos deuses, que agora se incorporaram na vida americana, para enfrentar os novos deuses, incluindo os relacionados a mídia e tecnologia, que estão se fortalecendo.

Veja a galeria de imagens oficiais da série:

Este slideshow necessita de JavaScript.

A primeira temporada terá oito episódios e será exibida aos domingos, estreando hoje, 30 de abril no Starz. A exibição mundial acontecerá via streaming, pelo Amazon Prime Video, logo no dia seguinte. Desta forma, os assinantes poderão conferir amanhã, 1 de maio, a estreia de American Gods.

Confira o trailer e a abertura da série:

 


Gostou dessa publicação? Deixe seu comentário e participe! Para acompanhar as publicações do Quarta Parede, siga as redes sociais ou inscreva-se por e-mail!

Carioca, apreciador de filmes e séries em tempo integral, quando o Bernardo (filho dele) deixa. Iniciou sua admiração pela sétima arte com os clássicos da sessão da tarde e se apaixonou pelo mundo das séries quando o Voo 815, da Oceanic, caiu misteriosamente em algum lugar no meio do nada...

Deixe seu comentário: