Lista | 6 livros de histórias reais que inspiraram filmes indicados ao Oscar em 2017

Sempre que uma história baseada em fatos reais vai para as telas, o fato daquilo ter realmente acontecido sempre instiga uma curiosidade para conferir a produção. Porém, nem sempre é possível adaptar de forma exata, em um longa-metragem, alguns acontecimentos. Por isso sempre existe aquela velha máxima: os livros são sempre melhores.

Este ano, entre os indicados ao Oscar, mais de 10 roteiros foram adaptados das páginas de diversos livros. Entretanto, seis deles narram acontecimentos reais. Muitos são impressionantes e alguns eram pouco conhecidos do grande público. O mais interessante é que nas páginas dessas publicações, pode-se conhecer um pouco mais do que uma narrativa nos cinemas pode mostrar, servindo como complemento. Confira a lista abaixo com essas grandes histórias que merecem uma leitura, antes ou depois do filme.

Uma Longa Jornada Para Casa, Saroo Brierley

Em 1986, aos 5 anos de idade, Saroo se perdeu do irmão mais velho e, sozinho na estação de trem, entrou em um vagão que o fez atravessar a Índia. Sem saber ler nem escrever, e sem ideia do nome de sua cidade natal ou do próprio sobrenome, ele viveu sozinho nas ruas de Calcutá até ser levado para uma agência de adoção e ser escolhido por um casal australiano. Vinte anos depois, com o Google Earth, ele começou a investigar nas imagens de satélite os locais que poderia reconhecer do pouco que se lembrava de sua cidade. Um dia, depois de muito tempo de procura, Saroo encontra o que buscava, mas o que acreditava ser o fim da jornada foi apenas um novo começo.

O filme Lion: Uma Jornada Para Casa (leia a critica) foi Indicado ao Oscar em 4 categorias: melhor filme, melhor ator coadjuvante (Dev Patel), melhor atriz coadjuvante (Nicole Kidman) e melhor roteiro adaptado.

Soldado Desarmado: O Herói que Resgatou até o Último Homem, Francess M. Doss

A artilharia pesada em Okinawa multiplicava as vítimas, mas não intimidou Desmond Doss, soldado e homem de fé. Com a coragem e a força da oração, ele se recusou a procurar abrigo e carregou, um por um, seus companheiros caídos até um local seguro. Em aproximadamente cinco horas ele resgatou todos os 75 feridos naquele ataque. Este e outros atos heróicos fizeram com que ele recebesse a mais alta distinção que se pode conferir a um soldado norte-americano: a Medalha de Honra. O livro narra acontecimentos da infância de Desmond,  a bravura na Segunda Guerra Mundial, e a trágica perda de sua esposa Dorothy , vitimada pela surdez e o câncer.

O filme Até o Ultimo Homem (leia a crítica) foi indicado ao Oscar em 6 categorias: melhor filme, melhor ator (Andrew Garfield), melhor diretor (Mel Gibson), melhor roteiro adaptado, melhor montagem (venceu) e melhor mixagem de som (venceu).

Sully: Milagre no Rio Hudson, Chesley Sullenberger e Jeffrey Zaslow

Em 15 de janeiro de 2009, o mundo testemunhou um pouso de emergência notável quando o comandante Chesley Sullenberger, um piloto com mais de vinte mil horas de voo, habilidosamente deslizou o avião da US Airways sobre o rio Hudson, em Manhattan, salvando todas as 155 vidas a bordo. Poucos minutos depois de decolar do aeroporto La Guardia, o voo 1549 ganhava altitude quando a fuselagem estremeceu. Ao colidir com um bando de pássaros, o avião perdeu ambos os motores. O sangue-frio do piloto não apenas evitou uma enorme tragédia, mas o transformou em herói. O livro fala, além do incidente, sobre importantes lições aprendidas por ele na infância, durante o serviço militar e depois, trabalhando como piloto da aviação civil.

O filme Sully (leia a crítica) recebeu uma indicação ao Oscar: melhor edição de som.

O Silêncio, Shusaku Endo

O Silêncio é uma historia ficcional baseada cartas reais de um missionário idealista, o jesuíta português Sebastião Rodrigues. No fim da década de 1630, ele embarca para o Japão para ajudar os cristãos locais, brutalmente oprimidos, e descobrir a verdade sobre seu antigo mentor, um teólogo que, segundo os rumores, teria recusado o ‘martírio glorioso’ e escolhido a apostasia. Rodrigues, depois de confrontado com a realidade da perseguição religiosa, tem, ele mesmo, de fazer a escolha de abandonar seu rebanho ou seu Deus.

O filme Silêncio (leia a crítica) foi indicado ao Oscar de melhor fotografia.

Estrelas Além do Tempo, Margot Lee Shetterly

Durante a Segunda Guerra Mundial, a incipiente indústria aeronáutica americana contratou matemáticas negras para suprir sua falta de mão de obra. Esses “computadores humanos” continuaram trabalhando para seu governo e passaram a fazer parte da NASA em uma época em que vingava a segregação racial. Elas garantiram que os Estados Unidos ganhassem a corrida especial contra a União Soviética e lutaram para realizar o sonho americano.

O filme Estrelas Além do Tempo (leia a crítica) foi indicado ao Oscar em 3 categorias: melhor filme, melhor atriz coadjuvante (Octavia Spencer) e melhor roteiro adaptado.

13 horas: Os soldados secretos de Benghazi, Mitchell Zuckoff

13 Horas apresenta, pela primeira vez, a história real dos acontecimentos de 11 de setembro de 2012, quando terroristas atacaram o Complexo da Missão Especial do Departamento de Estado dos EUA e o Anexo, base da CIA, em Benghazi, na Líbia. Uma equipe de seis soldados lutou bravamente para repelir os agressores e proteger os americanos que lá trabalhavam, indo além de suas obrigações e realizando atos extraordinários de coragem e heroísmo para impedir uma tragédia ainda maior. Este é um relato pessoal do que aconteceu durante as treze horas do infame atentado.

O filme 13 horas: Os Soldados Secretos de Bengazi foi indicado ao Oscar de melhor mixagem de som.

E ai, qual desses vai para a sua estante ou dispositivo eletrônico? Deixe seu comentário!


Para acompanhar as publicações do Quarta Parede, siga as redes sociais do blog ou inscreva-se por e-mail para receber notificações de novos posts, logo abaixo da área de comentários ou no menu à direita!

Carioca, apreciador de filmes e séries em tempo integral, quando o Bernardo (filho dele) deixa. Iniciou sua admiração pela sétima arte com os clássicos da sessão da tarde e se apaixonou pelo mundo das séries quando o Voo 815, da Oceanic, caiu misteriosamente em algum lugar no meio do nada...